sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

“Não sou investigado pela PolíciaFederal”, rechaça vereador

Ele divulga nada consta que não responde a processo na Justiça Federal
Imperatriz – De posse de um Nada Consta emitido pelo Tribunal Regional Federal (TRF), da 1º região, o vereador Weudson Feitosa dos Santos (PTdoB), o bispo Eudes Feitosa, da Câmara Municipal de Imperatriz, rechaçou nessa sexta-feira (15/01) matéria publicada nas redes sociais e grupos de whatsApp sobre a suposta inclusão de seu nome na “lista de vereadores” investigados na segunda fase da suposta operação “Sermão aos Peixes” da Polícia Federal. 


“É uma grande inverdade esse fato imputado a minha pessoa, pois todos conhecem nossa trajetória de vida e política em Imperatriz”, disse ele, ao lembrar que antes mesmo de ser parlamentar já era pastor evangélico, casado há 16 anos com a pastora Joseane da Silva Albuquerque, e tem uma filha adolescente. 

Eudes Feitosa, que nasceu em Imperatriz, residiu por mais de 15 anos no bairro Vila Nova, depois foi morar no Parque Santa Lúcia e Vila Fiquene, respectivamente bairros que integram a grande Vila Nova. “Sou pastor de mais de 250 famílias, da igreja Nova Vida (Eloim), no Parque Santa Lúcia”, frisa. O vereador esclarece que, em momento algum, teve o nome citado e nem indiciado durante a operação “Sermão aos Peixes” da Polícia Federal, que investiga suspeitas de fraudes no sistema de saúde pública do Maranhão. “Nunca me envolvi em casos de polícia”, dispara. 

Ele assinala que sua família é amiga do médico Antônio Pereira (DEM), antes mesmo de ser deputado estadual no Maranhão, fato que a oposição tenta associar seu nome ao episódio envolvendo a investigação da Polícia Federal. “Tentam ao todo custo me caluniar e difamar, mas terão que colher esse mal que estão plantando, pois a justiça vem de Deus e não dos homens”, concluiu.

# Compartilhar: Facebook Twitter Google+ Linkedin Technorati Digg

Galeria de Fotos

 
Copyright © 2013 Blog da Kelly