segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Bastidores da politica de Imperatriz

Por Coló
É na crise que se cresce
A frase é comumente citada pelo empresário Ilson Mateus e foi reafirmada durante jantar com o prefeito Sebastião Madeira na noite de sexta-feira. O grupo, que está construindo uma unidade (loja de varejo) na avenida JK e vai ampliar o CD existente na BR em mais 20 mil metros, estabeleceu como meta neste ano, em que completa 30 anos, crescer 30%. É um alento nesse país de crise que um jovem nascido em nossas terras seja hoje, no setor que escolheu para atuar, um dos maiores do país. “É, para nós, um orgulho”, disse Madeira. Os dois têm em comum o fato de terem nascido em famílias humildes, pra não dizer pobres. Durante o jantar, Mateus se fez acompanhar do que chama “minha equipe”. Um grupo de jovens que com ele trabalham. O mais velho tem 46 anos e 28 de casa. Já Madeira se fez acompanhar do secretário de Regularização Fundiária e de Meio Ambiente, Daniel Souza, pré-candidato a prefeito.

Duvido

O senador José Antonio Reguffe (Sem partido/DF) apresentou uma Proposta de Emenda à Constituição estabelecendo que, caso o parlamentar queira ocupar algum cargo no Executivo, terá que renunciar ao mandato no Congresso. A PEC está em análise na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). Taí uma coisa que eu pago pra ver. Duvido que tenha algum, depois de uma dura campanha, com alto gasto, abrir mão do mandato para assumir cargo de secretário ou de ministro sem ter a certeza de que amanhã não estará no olho da rua. Se realmente essa PEC for aprovada, praticamente vai acabar esse jogo, que na maioria das vezes é para dar vez ao suplente no Parlamento.

E...

Podem ter acontecido outros casos, mas o único que me vem à memória é o de Henrique Meirelles, que foi eleito deputado federal em Goiás pelo PSDB, mas nem assumiu o mandato, porque aceitou ser presidente do Banco Central no Governo Lula. No Governo Dilma há vários parlamentares. No Governo Flávio Dino há pelo menos três deputados. Será que aceitariam na condição de ter que renunciar ao mandato?

Olha aí!
Ontem, o vereador Esmerahdson de Pinho chegou de um encontro do PSDB em São Luís. Ele revela que dentro do ninho tucano o sentimento é de candidatura própria à prefeitura. O prefeito Madeira disse no seu pronunciamento que “às vezes é melhor perder ganhando do que ganhar perdendo. Estamos analisando todas as possibilidades em Imperatriz. O PSDB é o maior partido que tem lá, e temos candidato com potencial de competitividade”. A afirmação de Madeira levou ao delírio a delegação de Imperatriz, que gritava “teremos prefeito”.

Vaga

Dos pré-candidatos a prefeito do PSDB, apenas Esmerahdson de Pinho se fez presente, inclusive oficializando a vaga de delegado estadual do partido, que pertencia a Lula Almeida. No ano passado, na convenção nacional, a vaga foi solicitada por Madeira ao presidente estadual, Carlos Brandão.

Começou
Ontem mesmo, quando os novos ônibus começaram a operar na cidade e a Setran desencadeou a operação para combater o transporte clandestino, os donos de vans já esboçavam reação, confirmando o que a coluna havia antecipado na sexta-feira, quando alertou para a possibilidade de uma resistência por parte da classe, que passou 120 dias trabalhando livremente e tendo um bom faturamento, em função da ausência de ônibus. O negócio é não deixar enraizar. Deixou, aí fica difícil de arrancar, como há muito já acontece no caso dos táxis-lotação.
# Compartilhar: Facebook Twitter Google+ Linkedin Technorati Digg

Galeria de Fotos

 
Copyright © 2013 Blog da Kelly