quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Obras em Imperatriz continuam em abandono

No uso da tribuna da Câmara, vereador Aurélio denuncia desvios de recursos e má gestão

Entre construção de quadras poliesportivas, creches, pontes de concreto, centro de esportes, unidades de pronto atendimento, construção do mercado do peixe, reforma de escolas, estruturação de feiras de bairros e até mesmo reforma do principal cartão postal de Imperatriz, a Beira Rio, constatamos abandono e descaso por parte da Prefeitura Municipal.

Foi o que destacou o vereador Aurélio (PT) no uso da tribuna da Câmara Municipal nesta quarta-feira (03). Para ele, “as obras em Imperatriz estão servindo apenas para desviar recursos. A maioria delas, que receberam recursos do governo federal ou estadual, estão todas abandonadas ou em atraso”.

Abandono – Mercado da Nova Imperatriz, com orçamento de R$ 793 mil, está com atraso de um ano e dois meses. PAC da Vila Nova, que beneficiaria inclusive a Avenida Itaipu e dos Pernambucanos, com orçamento de R$ 56 milhões, está com atraso de quatro anos. Complexo Poliesportivo Barjonas Lobão (Fiqueninho), com orçamento de mais de R$ 2 milhões, está com atraso de dois anos. Unidade de Pronto Atendimento (UPA), no bairro São José, com orçamento de R$ 1 milhão, foi entregue há dois anos e seis meses e nunca funcionou.

Estas são algumas das obras que já receberam recursos do governo federal e foram abandonadas pela Prefeitura Municipal. Em entrevistas, o Secretário de Infraestrutura assegura culpa às construtoras, que “passam por problemas financeiros”.

Mariana Castro
ASCOM
# Compartilhar: Facebook Twitter Google+ Linkedin Technorati Digg

Galeria de Fotos

 
Copyright © 2013 Blog da Kelly