sábado, 5 de março de 2016

Ildon Marques, Graça Paz e Valéria Macedo no PSB?

Gilberto Léda descreve disputa entre o Senador Roberto Rocha (PSB) com o presidente estadual e Prefeito de Timon Luciano Leitoa e possíveis mudanças de partido. Luciano não esconde sua insatisfação com o senador que ocupa cada vez mais espaço dentro da sigla socialista.

Circula na blogosfera uma articulação pesada do Senador Roberto Rocha para “bombar” o PSB maranhense com o ex-prefeito Ildon Marques, pré-candidato a Prefeito de Imperatriz atualmente no PMN, as deputadas Graça Paz (PSL), cujo marido Clodomir Paz seria assessor de Roberto Rocha e com várias tentativas frustadas de entrar no governo de Flávio Dino. A outra parlamentar, segundo a matéria, convidada teria sido a Deputada Valéria Macedo (PDT). O irmão da deputada Deoclides Macedo é amigo e aliado de Roberto Rocha das antigas. Veja a íntegra da matéria:

O prefeito de Timon e presidente estadual do PSB, Luciano Leitoa, reagiu publicamente a um movimento que vinha sendo feito apenas nos bastidores do partido pelo senador Roberto Rocha.

Desde o início do ano, Rocha tenta convencer a deputada federal Eliziane Gama (Rede) a ingressar na legenda para ser sua candidata a prefeita de São Luís.

Além da parlamentar, o senador negocia a chegada de Ildon Marques (PMN), pré-candidato a prefeito de Imperatriz, e de mais duas deputadas: Graça Paz (PSL) e Valéria Mecedo (PDT).


A reação de Luciano Leitoa tem um porquê: Roberto Rocha negocia tudo com a direção nacional do partido.

Em comentário na sua página no Facebook, já nas primeiras horas desta sexta-feira (4), o prefeito de Timon comentou o caso. Se disse surpreso com a notícia da possível chegada de Eliziane Gama e criticou o fato de ter sido “atropelado” por Roberto Rocha.

“Com surpresa, recebi a notícia que a deputada federal Eliziane Gama deseja ingressar em nosso partido com o objetivo de disputar, pelo PSB, as próximas eleições para prefeito de São Luís”, disse.


Para Leitoa, há que se questionar se é “oportuna” a chegada da deputada, uma vez que o PSB, já possui em seus quadros pré-candidatos a prefeito da capital.


“Cabe a mim, no entanto, como presidente do diretório estadual com mandato até 2017, questionar à deputada se é oportuno, neste momento, filiar-se ao nosso partido, uma vez que já possuímos dois pré-candidatos, deputado estadual e senador eleitos pelo PSB, e com uma história construída em nosso partido. Destacando o profundo respeito que nutro pela deputada, de quem fui colega na Assembleia Legislativa, lamento que sua movimentação para ingressar em nosso partido tenha se dado desrespeitando uma das instâncias partidárias e a nossa militância”, comentou.
# Compartilhar: Facebook Twitter Google+ Linkedin Technorati Digg

Galeria de Fotos

 
Copyright © 2013 Blog da Kelly