segunda-feira, 11 de abril de 2016

Eliziane, Edivaldo e Castelo lideram pesquisa Escutec em São Luís

O Estado- A escolha do novo prefeito de São Luís seria decidida em um segundo turno, se a eleição fosse agora. É o que revela a mais nova pesquisa do Instituto Escutec, encomendada pelo PMDB e divulgada nesta segunda-feira. De acordo com os números, é impossível prever, inclusive, quais os candidatos aptos a uma segunda rodada de votação, faltando menos de seis meses para o pleito.

É a primeira pesquisa oficial sobre as eleições na capital maranhense divulgada em 2016. A deputada Eliziane Gama (PPS) mantém a dianteira, com índices que variam entre 21,9% e 26%, de acordo com o cenário. Ela é seguida, ora pelo também deputado federal João Castelo (PSDB), ora pelo prefeito Edivaldo Júnior (PDT). Castelo varia de 15,6% a 15,7% nos dois cenários em que aparece. Edivaldo, por sua vez, vai de 15,5% a 16,9% nos vários cenários.

Como a margem de erro é de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos, significa dizer que qualquer um dos três principais candidatos podem chegar ao segundo turno ou ficar fora dele, dependendo do desenrolar da campanha. O trunfo de Eliziane em relação a Castelo e Edivaldo é o índice de rejeição. Enquanto a parlamentar apresenta 3,1% de rejeição, o tucano chega a 23,9%. E o prefeito registrou 39,3% de eleitores que não votam nele em hipótese alguma.
cenário1
Segundo pelotão

O levantamento da Escutec, que ouviu 1001 pessoas em São Luís, entre os dias 5 e 7 de abril, apresenta também um segundo pelotão de candidatos; todos com índices abaixo dos dois dígitos, mas todos com condições plenas de alcançar os líderes, levando-se em conta, principalmente, o baixo índice de rejeição de cada um deles.

Destaque neste pelotão para Wellington do Curso (PP), que registra índices que variam entre 5,5% e 8,6%, com rejeição de 1%; Rose Sales (PMB), variando entre 6,5% e 8,8%, com rejeição de 1,8%, e, sobretudo, o vereador Fábio Câmara (PMDB), que registrou índices de 5,7% e 6,6%, dependendo do cenário, com a menor rejeição dentre todos os candidatos, na casa de 0,9%.

Presente em todos o cenários, João Bentivi (PHS), registrou índices entre 1,1% e 1,8%, com índice de rejeição de 3,2%.

A pesquisa mediu ainda a intenção de votos para os candidatos Andrea Murad (PMDB), Neto Evangelista (PSDB) como substitutos de outros nomes de seus partidos, em alguns cenários. Os índices de Andrea variaram entre 3,7% e 4,2%, com índice de rejeição de 4,4%. Evangelista, por sua vez, registra 3,3% e 3,7% nos dois cenários em que aparece. Seu índice de rejeição é de apenas 0,9%.

O total de eleitores que não quiseram responder a pesquisa ou declararam não votar em nenhum candidato somaram 34,1% no maior cenário.

A pesquisa Escutec/PMDB foi registrada pelo sistema Pesqele do Tribunal Superior Eleitoral, no dia 5 de abril, sob o número MA-01393/2016.
# Compartilhar: Facebook Twitter Google+ Linkedin Technorati Digg

Galeria de Fotos

 
Copyright © 2013 Blog da Kelly