quarta-feira, 27 de julho de 2016

Vídeo mostra Exata tentando influenciar eleitora contra Rosângela Curado

Um vídeo obtido com exclusividade pelo ATUAL7 mostra uma pesquisadora do Instituto Exata tentando influenciar uma eleitora de Imperatriz contra a pré-candidata Rosângela Curado (PDT).

Durante o preenchimento de questionário sobre intenção de votos no município, a pesquisadora muda repentinamente as perguntas e passa a questionar a eleitora sobre um vídeo em que Curado aparece supostamente sob efeito de álcool em uma blitz da Polícia Militar do Maranhão.

“A senhora viu na internet ou na imprensa, recentemente, algum vídeo ou notícia envolvendo...”, pergunta a funcionária do Exata, interrompendo em seguida ao perceber que a eleitora movimentava o celular. “A senhora não está gravando não, né? Porque não pode! A senhora vai derrubar o meu trabalho. A senhora vai me prejudicar numa coisa que eu não tenho nada a ver”, e insiste: “a senhora viu?”.

Apesar da eleitora deixar claro a intenção de votar na pedetista, a pesquisadora insiste nas perguntas sobre a gravação.

“A senhora assistiu o vídeo em que a deputada Rosângela Curado aparece embriaga numa blitz policial?”, questiona. "Como ficou a intenção de voto após assistir esse vídeo?", “A senhora ia votar em Rosângela Curado e continua pretendendo votar nela...”, perguntou, ao ser interrompida pela eleitora: “Ia e voto!”.

A pesquisadora ainda chegou a ler frases que a população de Imperatriz supostamente estaria dizendo, para saber da o que a eleitora pensava a respeito. O fato de Curado ser Evangélica e ter aparecido no vídeo supostamente sob efeito de álcool também foi explorado.




O ATUAL7 entrou em contato com o proprietário do Instituto Exata, Lino, para que ele se posicione sobre o caso, e aguarda retorno.

O Exata, vale lembrar, é o instituto oficial do Palácio dos Leões, tanto para pesquisas registradas quanto para consumo interno de seus candidatos e de avaliação do próprio governo. Contudo, apesar das fortes suspeitas – principalmente pelo fato da pesquisadora dizer que seu trabalho seria “derrubado” e que poderia ser “prejudicada” se os questionamentos estivessem sendo gravados –, não há como afirmar se a tentativa de influenciar o eleitorado de Imperatriz contra Rosângela Curado tenha partido do governo Flávio Dino.
# Compartilhar: Facebook Twitter Google+ Linkedin Technorati Digg

Galeria de Fotos

 
Copyright © 2013 Blog da Kelly