quinta-feira, 22 de setembro de 2016

“Prefeito é servidor, e não patrão, do povo”, diz Edmilson Sanches

A convite da diretoria da empresa, o candidato a prefeito de Imperatriz Edmilson Sanches (PPL) reuniu-se ontem com funcionários e convidados da construtora Franco Engenharia, localizada no bairro Parque do Buriti.

A reunião foi precedida de café da manhã, momento espiritual, momento musical e ginástica laboral. A palestra de Edmilson Sanches prendeu a atenção de todos e serviu para que os funcionários e convidados conhecessem mais ainda o candidato ou confirmassem o que já sabiam dele como político e cidadão dedicado ao estudo dos problemas e soluções imperatrizenses.
Sanches mostrou como, a partir de quatro referências (Ética, Conhecimento, Participação e Resultado), uma administração da Prefeitura de Imperatriz pode e deve se voltar integralmente PARA a população e COM a população. “Faremos o desenvolvimento da cidade com o envolvimento do cidadão. Prefeito é servidor do povo, e não patrão dele. Com Edmilson Sanches, a prefeitura de Imperatriz terá comando, mas não dono — o dono é povo de Imperatriz, que atualmente paga ao prefeito R$ 18 mil reais por mês, mais diárias e despesas de segurança, comunicações, transporte etc.”
Perguntas foram respondidas e houve muita procura do único material de campanha da candidatura, os cartõezinhos tipo cartão de visitas com o número eleitoral do candidato – 54.
Na segunda-feira, 19, Sanches recebeu a visita de representante da Associação Comunitária de Vila Redenção 1 e 2, presidida por Meriam Carvalho da Silva. Sanches relembrou, com o ex-presidente Francisco Inácio de Souza, as diversas participações suas junto aos trabalhos da Associação e da Igreja Católica naqueles bairros, como as reuniões que levaram à fundação da entidade local que reúne os catadores de materiais recicláveis, tendo sido de Sanches, em reunião de trabalho na Vila Redenção, a ideia para que a entidade tivesse a forma jurídica de associação, por ser mais rápido, menos burocrático e por oferecer semelhantes condições associativas e operacionais de uma cooperativa, o modelo que, com apoio da Cáritas do Brasil, estava sendo tentado há anos com os catadores. Assim, em abril de 2010, nasceu a ASCAMARI, a Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis de Imperatriz, com seu primeiro presidente, José Ferreira Lima (Zezinho).
O representante da Associação Comunitária de Vila Redenção 1 e 2 entregou formalmente ao candidato Edmilson Sanches um documento com “pauta de reivindicações”, que lista seis pedidos da entidade, representando anseios dos moradores das Vilas. As reivindicações tratam de construção de três pontes de concreto, uma escola em tempo integral, reestruturação de posto de saúde e construção de uma área de lazer.
Edmilson Sanches disse que sua história de prestação de serviços comunitários em Imperatriz o conduziam a naturalmente concordar com o pleito dos moradores. “Ninguém conhece tão de perto os problemas de uma bairro ou povoado do que seus moradores. Essa autoridade é intransferível; portanto, juntos com os moradores de Vila Redenção 1 e 2 será possível o atendimento de praticamente todos os itens da pauta apresentada.”
Ontem à noite, Edmilson Sanches participou de debate na Faculdade de Imperatriz (Facimp). (Assessoria)
# Compartilhar: Facebook Twitter Google+ Linkedin Technorati Digg

Galeria de Fotos

 
Copyright © 2013 Blog da Kelly