sábado, 3 de setembro de 2016

Acordos na China reforçam a importância da Zema, diz Roberto Rocha CM Celina Mendes Responder| sex 17:33 radioclubfm@gmail.com; mais 78 FotosDocumentos Acordos na China reforçam a importância da Zema.docx 13 KB 3 anexos (1 MB) Baixar tudo Salvar tudo no OneDrive - Pessoal Acordos na China reforçam a importância da Zema, diz Roberto Rocha


Acordos assinados na China pelo presidente Michel Temer, nesta sexta-feira (2), devem beneficiaro Maranhão com investimentos, na primeira fase, de R$ 4,5 bilhões. “Esses empreendimentos vão gerar milhares de empregos e proporcionar desenvolvimento para o estado. Acredito que eles reforçam a importância de criarmos uma Zona de Exportação na ilha de São Luís e disse isso ao presidente no nosso último encontro, quando falamos do anúncio que seria feito na China”, afirmou o senador Roberto Rocha (PSB-MA).

O senador é o autor de projeto de lei, já aprovado pela Comissão de Desenvolvimento Regional do Senado, que cria uma Zona de Exportação (Zema) na ilha de São Luís, com incentivos fiscais especiais como a suspensão do Imposto sobre Importação, Exportação e do Imposto sobre Produtos Industrializados. O objetivo é atrair a instalação de empresas voltadas para a exportação.

Depois de um longo encontro com Temer no domingo pela manhã, Roberto Rocha disse que recebeu com alegria a notícia da assinatura dos contratos para os dois empreendimentos. “O Maranhão precisa de muito estímulo econômico para deixar de ser apenas exportador de matéria prima. Temos uma posição geográfica privilegiada nas rotas do mercado mundial e portos que oferecem ótimas condições, então temos que explorar essa oportunidade para gerar renda e emprego para nossa população”, avaliou o senador.

Roberto Rocha foi convidado pelo presidente, junto com os outros senadores maranhenses e de outros estados, para participar da comitiva brasileira que viajou à China para a reunião do G20.

Na China, o governo brasileiro assinou um contrato de R$ 3 bilhões com a empresa CBSteel para a construção de projetos siderúrgicos em Bacabeira. Também foi assinado um contrato entre o grupo brasileiro WPR e a China Communication and Construction Company International (CCCC) para investimento de R$ 1,5 bilhão, na primeira fase, no terminal de multicargas de uso privado que está sendo construído pela WPR em São Luís.

A siderúrgica de Bacabeira deve gerar na primeira fase pelo menos cinco mil empregos e produzir três milhões de toneladas de aço. O terminal privado terá capacidade instalada de 14 milhões de toneladas/ano para grãos, 3 milhões para celulose,3,6 milhões para líquidos e 3,5 para fertilizantes.
# Compartilhar: Facebook Twitter Google+ Linkedin Technorati Digg

Galeria de Fotos

 
Copyright © 2013 Blog da Kelly