domingo, 15 de janeiro de 2017

Roberto Rocha acompanha crise comunista à distância

gilbertoleda
O senador Roberto Rocha (PSB) preferiu recolher-se e acompanhar a distância a crise provocada no governo Flávio Dino (PCdoB) pelo escândalo dos “aluguéis camaradas”.

Na semana passada, ainda no início da polêmica, ele chegou a bater boca com o secretário de Estado da Comunicação e Articulação Política, Márcio Jerry (PCdoB), depois de declarar que “o Maranhão é o único lugar do mundo onde o comunismo defende a propriedade privada, só que dos próprios comunistas”.

Mas foi só.

Nos dias que se seguiram, Rocha afastou-se do centro nervoso da crise e preferiu apenas observar o desenrolar do problema.

Para ele, quanto mais desgaste do governo, melhor…
# Compartilhar: Facebook Twitter Google+ Linkedin Technorati Digg

Galeria de Fotos

 
Copyright © 2013 Blog da Kelly