sábado, 11 de fevereiro de 2017

Bastidores da política de Imperatriz

Bastidores da política de Imperatriz Coriolano Filho "O progresso".

Economia

Veja o que divulgou o prefeito Assis Ramos sobre a redução de gastos na Prefeitura: “Destaco que a despesa de combustível, de dezembro de 2016 para janeiro de 2017, caiu de R$ 80 mil para R$ 13,6 mil. E na comparação de janeiro do ano passado com janeiro deste ano, a conta com posto de gasolina e diesel caiu 90%, de R$ 137 mil para R$ 13,6 mil, mesmo estando mantida a mesma frota. Já na folha de pessoal, a economia foi de R$ 2,7 milhões, muito em decorrência da constatação de disparates, como o de um plantonista que teria virado 24 horas de trabalho vinte vezes em trinta dias (impossível, do ponto de vista biológico); dos salários inchados em até R$ 7 mil para zeladores, e dos pagamentos integrais a mais de 50 servidores licenciados sem direito a vencimentos”. Pois é, tire as conclusões...

Venda

Ao ser abordada a necessidade de construção de um novo hospital municipal, o vereador José Carlos lembrou que uma das alternativas seria vender imóveis “sem serventia” do Município para ajudar na realização da obra. Citou o prédio da Avenida Getúlio Vargas em que funcionou a Secretaria de Saúde. Segundo ele, se fosse a leilão valeria “uns dez milhões de reais”. Atualmente lá funciona a Coordenação de Atenção Básica.

E...

Já o vereador Chiquim da Diferro lembrou que no terreno atrás da prefeitura deveria ser construído um prédio com vários pavimentos para abrigar as secretarias. Assim, evitaria pagar aluguéis, que são muitos e caros. Tem sentido.

Olha aí!

O senador Roberto Rocha (PSB) anunciou que está viabilizando junto ao Governo Federal a instalação de uma moderna Central de Abastecimento (CEASA) em Imperatriz. Na quarta-feira ele se encontrou com o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, para entregar o ofício em que solicita a doação do terreno onde a Ceasa deverá ser construída, e que atualmente pertence à Conab - Companhia Nacional de Abastecimento. Ele lembrou que Imperatriz é a única cidade do porte na região Norte e Nordeste que não conta com uma estrutura adequada para receber a produção agrícola própria e dos municípios vizinhos.

De olho

O prefeito Assis Ramos garantiu que vai acompanhar de perto tudo o que estiver relacionado com a gestão municipal. Na quinta-feira ele reuniu a equipe de secretários, superintendentes e assessores-chefes. “Estarei sempre próximo dos líderes das pastas para garantir que, em todas as situações, sejam tomadas as devidas providências”. Pois é. O olho do dono é que engorda o boi, diz o velho adágio popular.

Novo ensino

O Senado aprovou a chamada MP do novo ensino médio, com segmentação de disciplinas segundo áreas do conhecimento e implementação do ensino integral. O texto determina a adoção progressiva para o ensino em tempo integral, saindo das atuais 800 horas ao ano para 1.400 horas ao ano. Português, matemática, educação física, artes, sociologia e filosofia são obrigatórias. Além das disciplinas obrigatórias, os alunos escolherão um dos itinerários formativos: linguagens, matemática, ciências da natureza, ciências humanas e sociais, e formação técnica e profissional. O texto segue para sanção.

Acidentes

Apesar dos números apontarem redução com acidentes envolvendo quebra de postes em todo o Maranhão, o ano de 2017 começou com ocorrências graves em Imperatriz. Nesta semana um acidente no Itamar Guará resultou na quebra de quatro postes, deixando o bairro sem energia. As equipes da Cemar trabalharam para restabelecer a energia com segurança. É importante que, caso você esteja próximo do local, isole a área e ligue para a Central 116.

# Compartilhar: Facebook Twitter Google+ Linkedin Technorati Digg

Galeria de Fotos

 
Copyright © 2013 Blog da Kelly