quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Vereador Carlos Hermes pede prisão de acusado de estupro

O vereador Carlos Hermes (PCdoB) usou a tribuna da Câmara de Vereadores, nesta quinta-feira( 02), para denunciar a violência contra as mulheres e pediu a prisão do jovem Aguinaldo Júnior, acusado de estupro. O caso teve grande repercussão em Imperatriz. O acusado chegou a ser preso, mas depois liberado pela justiça.


Segundo Carlos Hermes, há no Brasil uma cultura de violência e a discriminação contra as mulheres. Citou dados que apontam que no país, a cada 2 minutos uma mulher é espancada; uma estuprada a cada 11 minutos; 179 são vítimas de agressão por dia; e 13 assassinatos de mulheres a cada 24 horas.

“Nós somos um pais forjado, criado, construído na desigualdade social, mas também na desigualdade de gênero que submeteu ao longo da história as mulheres deste país. Nós somos um país que temos a violência institucionalizada (...). Subo nesta tribuna para pedir justiça ao judiciário, que reveja este caso. O Ministério Público já está pedindo a revisão desse caso. Esse jovem precisa pagar pelo crime que cometeu, porque senão nós estamos colocando em risco nosso Estado de Direto, nós estamos legitimando e oficializando o estupro, a cultura do estupro no Brasil e em Imperatriz”, enfatizou o vereador.

O caso - No último domingo (26) uma jovem compareceu ao Plantão Central da Delegacia Regional de Imperatriz, e relatou que tinha sido vítima de estupro, sendo o acusado Agnaldo Júnior. Após ser levada ao INCRIM e submetida à exames, foi comprovado que a vítima sofreu estupro, esganadura, além de outras lesões no corpo. Preso pela Polícia Civil ainda no domingo, Agnaldo foi liberado no dia seguinte após Audiência de Custódia.  
(Ascom Câmara Com informações 
da assessoria do vereador)

# Compartilhar: Facebook Twitter Google+ Linkedin Technorati Digg

Galeria de Fotos

 
Copyright © 2013 Blog da Kelly