b

b

sexta-feira, 24 de março de 2017

Diretor da Fundação Rio Tocantins aplaude indicação do vereador Ditola

Ele pede a construção de uma rede coletora de esgoto no riacho Cacau
Em plena Semana Nacional da Água, o vereador José de Arimatheia Pereira de Castro, o Ditola (PEN) apresentou na manhã dessa terça-feira (21) projeto de indicação, o qual solicita a intervenção do governador Flávio Dino, no que diz respeito a despoluição do riacho Cacau.
Único dos sobreviventes: Bacuri, Capivara, Santa Teresa e Riacho do Meio, estão praticamente mortos, Ditola solicita da Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão – CAEMA, que seja construída uma rede coletora e interceptora de esgoto em toda extensão do citado riacho.
O vereador entende, que somente desta forma, pode se salvar o Cacau, que ficará completamente despoluído. “Creio que somente com ele despoluído os peixes retornarão, aí teremos o prazer de banhar em suas águas e pescar como fizemos no passado”, rememorou.
Diretor da Fundação Rio Tocantins – Memorial do Pescador, o jornalista e ambientalista, Domingos Cezar disse ter aplaudido a ideia e o projeto de Ditola. “Tudo o que diz respeito a despoluir o que já foi poluído sempre será bem vindo, principalmente quando diz respeito aos recursos hídricos”.
Em agosto do ano passado, em audiência pública realizada na Câmara Municipal de Imperatriz, em sua palestra o ambientalista defendeu a transposição do riacho Bacuri para o riacho Cacau, à altura do Cacauzinho, como forma de revitalizá-lo.
“Para que possamos manter vivo o nosso ainda majestoso rio Tocantins, é preciso que salvemos os nossos riachos, pois eles são as veias que conduzem a vida para o Tocantins”, afirma Domingos Cezar, acrescentando, “bom que isso aconteça com os demais riachos que cortam a cidade”. (Assessoria/FRT).

Galeria de Fotos

 
Copyright © 2015 Todos os direitos reservados.
Produzido por
Dicamax Tecnologia e Comunicação