b

b

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Alunos de medicina de Pinheiro protestam em São Luís

Alunos do curso de medicina do Campus Pinheiro fizeram manifestação na frente do prédio da reitoria da Universidade Federal do Maranhão, em São Luís. Entre as motivações estão a falta de aulas, que deveriam ter começado ontem (20), assim como aconteceu com os alunos dos Campus Bacanga e Imperatriz. Além disso, eles denunciam problemas no Sigaa, sistema utilizado pela instituição, que não validou as matrículas, além da falta de professores.

Outra reivindicação é em relação ao internato, que é o estágio dos alunos de medicina. Segundo eles, o sistema de saúde não tem estrutura para que esses alunos consigam aprender.

Após cerca de uma hora de manifestação, a reitora Nair Portela recebeu os alunos. Segundo a assessoria de comunicação da universidade, no momento a reitora anunciou que o prédio do curso de Medicina e Enfermagem do Campus de Pinheiro será entregue em 10 de abril. A ampliação da infraestrutura compreende novas de salas de aulas, laboratórios e biblioteca setorial para os cursos. Outras providências já estão em curso junto com a Prefeitura de Pinheiro, o Ministério da Educação, a Pró-Reitoria de Ensino e a coordenação do curso de Medicina.

Outra medida anunciada pela reitora foi uma força-tarefa nessa quarta-feira para religar postes inativos em toda a área do campus, a fim de melhorar a iluminação e contribuir com a segurança.

Quanto às mudanças no projeto político-pedagógico, a reitora afirmou que essa é uma discussão ainda em andamento, por conta das particularidades da proposta do curso observadas constantemente.

Galeria de Fotos

 
Copyright © 2015 Todos os direitos reservados.
Produzido por
Dicamax Tecnologia e Comunicação