segunda-feira, 5 de junho de 2017

Índios ocupam a sede da coordenação regional da Funai em Imperatriz

Ma- Índios representantes das etnias Krikati, Gaviões, Guajajara e Canela, estão acampados na sede da Coordenação Regional da Fundação Nacional do Índio (Funai), em Imperatriz. Eles reivindicam o direito de sugerir um nome para assumir a direção da entidade no estado, e se opõem veemente à nomeação do servidor Alberto Sérgio Maia para coordenador regional da Funai.

Até agora são mais de 150 indígenas, das quatro etnias, permanecem acampados da sede da instituição. Segundo uma das representante da etnia Krikati, Dária Krikati, o grupo vem crescendo a cada dia.

A nomeação oficial deve ser divulgada ainda esta semana, até lá, os índios continuarão lutando para ter representatividade. Conforme Dária, ideia é permanecer acampado até que o diálogo seja estabelecido.

“Nós não queremos ele (Alberto Maia) porque nós nem fomos consultados. Ele foi indicado por outras pessoas. Nós queremos que a Funai nos respeite! Que consulte primeiro os índios antes de tomar esse tipo de decisão. Então por isso que estamos aqui e só sairemos quando nos ouvirem,” ressalta a representante indígena.

O grupo ainda não indicou um nome para representar, mas seguem em constante conversa para que seja nomeado um coordenador regional dentre eles, mas a principal pauta continua sendo a recusa de Maia ao cargo. Eles acreditam que esta é pauta mais urgente do movimento, visto que o processo de nomeação do referido servidor já está em fase de publicação.

Alberto Sérgio Maia foi servidor público lotado na Funai entre 1975 e 1994, quando foi exonerado do serviço público. Desde então passou a ser professor na Universidade Estadual do Maranhão.

Recentemente Alberto entrou com um processo contra o Estado e conseguiu provar que sua exoneração, realizada em 1994 foi por perseguição administrativa, e portanto, inconstitucional, sendo por isso reintegrado ao corpo de funcionários da Funai.

A Funai é um órgão governamental indigenista ligado ao Ministério da Justiça. Ela tem como missão coordenar e executar as políticas indigenistas do Governo Federal, além de defender os direitos dos povos indígenas.

No Maranhão, a Funai representa quase 40 mil indígenas, que estão em 16 reservas indígenas e são de 14 etnias diferentes, duas delas procurando reconhecimento.
# Compartilhar: Facebook Twitter Google+ Linkedin Technorati Digg

Galeria de Fotos

 
Copyright © 2013 Blog da Kelly