quinta-feira, 6 de julho de 2017

RECESSO PARLAMENTAR: Presidente Zé Carlos faz balanço das ações da Câmara Municipal

No primeiro semestre, parlamentares aprovaram Programa de Pagamento Incentivado (PPI), alteração do Plano Plurianual do Governo Municipal 2014/2017, reajuste salarial dos enfermeiros, conselheiros tutelares e agentes de trânsito, entre outros projetos considerados relevantes.

Em entrevista a O PROGRESSO, o vereador José Carlos Soares Barros (PV), presidente da Câmara Municipal, fez um balanço positivo dos 180 dias de trabalhos do legislativo imperatrizense relacionado ao primeiro semestre de 2017. Os vereadores da cidade entraram em recesso na quinta-feira, 29 de junho. Mais uma vez, o público prestigiou os trabalhos.
José Carlos Soares informou que foram realizadas 46 sessões ordinárias, 4 sessões extraordinárias, 11 tribunas populares e 13 audiências públicas. O Palácio Dorgival Pinheiro de Sousa conseguiu registrar, ainda, 310 indicações e 26 projetos de lei, sendo 13 de sua autoria e 13 do Poder Executivo, que estão possibilitando ações consideradas fundamentais ao processo de desenvolvimento de Imperatriz.
Mais conhecido por Zé Carlos, desde que assumiu a presidência da Câmara de Vereadores de Imperatriz, o parlamentar vem implementando destacadas mudanças, abrindo a Casa de Leis para os vários segmentos da comunidade, além de fazer com que a população passasse a assistir com assiduidade os trabalhos do legislativo da segunda mais importante cidade maranhense.
No primeiro semestre, os vereadores de Imperatriz também aprovaram 1 projeto de resolução, 3 projetos de decreto legislativo e 7 moções.
O PROGRESSO – Discorra um pouco sobre as ações da Câmara Municipal durante o primeiro semestre. 

JOSÉ CARLOS SOARES – A Casa de Leis teve uma atuação brilhante durante o primeiro período legislativo relacionado a 2017, juntamente com a participação da sociedade. A Câmara Municipal, hoje, em virtude da frequência e da participação da comunidade, pode-se perceber tratar-se de um parlamento totalmente diferente e que vem correspondendo com as expectativas dos imperatrizenses. É dito pelo Maranhão inteiro que a nossa Câmara é uma das que mais trabalham, que mais se destacam. Muitos municípios buscam interação conosco. 

Câmaras vizinhas buscam projetos de lei, promovendo debates. A propósito, tive a oportunidade de participar de alguns deles. Nós estamos fechando o primeiro semestre com um balanço positivo, um balanço de encher os olhos, principalmente para mim, que já estou no exercício do sexto mandato. Ainda não tinha visto, a sociedade participar da forma como tem participado conosco aqui na Câmara, interagindo na hora de aprovar as leis. 

O PROGRESSO – Qual o comentário que o sr. faz sobre o relacionamento entre a Câmara e a Prefeitura Municipal?

JOSÉ CARLOS SOARES – O prefeito Assis Ramos conseguiu uma base aliada, a qual, por sinal, tem dado sustentação ao seu governo. Nós temos atuado equilibradamente, ou seja, procurado ajudar o Executivo. Acredito que ele [o prefeito] está começando a sobressair-se em virtude de, que a Câmara, através da sua bancada, ter sido sua parceira. 
Portanto, o prefeito não precisa do meu apoio, mas de uma Câmara atuante. É disso que a sociedade também precisa: que os problemas da cidade sejam solucionados por intermédio de uma legislação justa. É justamente isso que nós estamos tentando fazer.

O PROGRESSO – Em relação ao Governo do Estado? Qual tem sido a relação?

JOSÉ CARLOS SOARES – Tem sido boa. Já fizemos diversas solicitações e fomos atendidos pelo Governo do Estado. Tivemos um encontro, onde realizamos uma sessão ordinária da Câmara Municipal, no Palácio dos Leões, em São Luís, com o governador Flávio Dino atendendo prontamente todas as reivindicações dos vereadores. 

As obras já estão, inclusive, sendo colocadas em prática, basta a pessoa ver as obras que estão acontecendo nas ruas Luís Domingues e Benedito Leite; no Parque do Buriti, Centro; Hospital Macrorregional, bem como o serviço de oncologia, ou seja, tudo que solicitamos ao governador, ele conseguiu atender. Portanto, no primeiro semestre, a Câmara Municipal passou 180 dias trabalhando.

O PROGRESSO – Qual sua visão sobre o cenário observado pelos brasileiros em todo o território nacional atualmente?

JOSÉ CARLOS SOARES – Uma vergonha, não tenho nem como tecer comentários, pois os brasileiros estão vendo. Posso afirmar que a República está nua, a deriva, pois o comandante maior cometeu um deslize gravíssimo e hoje tenta se segurar a qualquer custo nas brechas jurídicas. 

Na verdade, se estivéssemos em qualquer outro país do mundo, em virtude das denúncias contra o presidente da República, ele já teria renunciado. Marcava-se uma nova eleição e tocava o país adiante frente, para a frente, tendo em vista os diversos prejuízos ocasionados com a crise. Entendo que o presidente Michel Temer não está mais habilitado a conduzir o Brasil.

O PROGRESSO – O que tem a falar sobre o fim das coligações, cuja votação tem previsão para acontecer em agosto?

JOSÉ CARLOS SOARES – Não tenho nenhum ponto de vista formalizado sobre o assunto, tendo em vista as constantes mudanças. Deixo para depois, assim, meus comentários.

O PROGRESSO – Que mensagem o sr. deixa e com que disposição espera encarar os próximos desafios, a partir de agosto, com a retomada dos trabalhos legislativos?

JOSÉ CARLOS SOARES – Com mais ênfase, vamos buscar a participação popular, com os diversos segmentos da nossa comunidade participando dos trabalhos, aqui na Câmara Municipal, pois estamos falando da casa do povo. Uma mensagem de confiança e, principalmente, otimismo. O nosso Brasil é forte e capaz, outra vez, superar os desafios.
# Compartilhar: Facebook Twitter Google+ Linkedin Technorati Digg

Galeria de Fotos

 
Copyright © 2013 Blog da Kelly