sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Assis Ramos continua “tratando a cidade como delegacia”, disse Rildo Amaral

Usando a tribuna no Grande Expediente, em que os parlamentares tratam de temas livres, o vereador Rildo Amaral (Solidariedade) fez duras críticas ao prefeito Assis Ramos (PMDB) e sua equipe de assessores na sessão desta quinta-feira (3) da Câmara Municipal.

O vereador chamou o prefeito de “estagiário de prefeito” ao comentar sobre o caos no atendimento no Hospital Municipal de Imperatriz (Socorrão). “Vinte nove por cento da população fez um contrato com o prefeito e em sete meses de governo, ele ainda não entendeu que é prefeito. É o ‘estagiário de prefeito”, sentenciou.

“Ontem (terça, 2) foi uma loucura no Socorrão. Estava lotado, pacientes pelos corredores, enfermarias lotadas, e poucos médicos para atender. Acabou os contratos com os médicos ortopedistas e os atendimentos estão suspensos”, denunciou.

Segundo o vereador, o prefeito e sua equipe de assessores devem trabalhar mais. “Agora sei porquê colocaram o expediente dos órgãos da Prefeitura até às 13h. Foi só para os secretários andarem de barco no rio Tocantins, à tarde. E a cidade, as pessoas, que se virem”, ironizou.

Para o vereador, Assis Ramos continua “tratando a cidade como delegacia”.

De acordo com o parlamentar, “a grande revolução” na administração do prefeito será “a licitação do fuxico”. “São 300 mil reais por ano para a licitação do fuxico”, afirmou, referindo-se a uma provável licitação para a contratação de monitoramento de informações acerca da administração municipal nos órgãos de comunicação e nas redes sociais. 

“Poderiam muito bem fazer isso pela Assessoria de Comunicação. Mas não, irão fazer uma revolução com a licitação do fuxico”, finalizou.
# Compartilhar: Facebook Twitter Google+ Linkedin Technorati Digg

Galeria de Fotos

 
Copyright © 2013 Blog da Kelly