terça-feira, 24 de outubro de 2017

Redução do número de funcionários no CAPS é alvo de denúncia

Foi protocolado na última sexta-feira (20), uma denúncia contra o CAPS III (Centro de Atenção Psicossocial) de Imperatriz impetrada pelo Centro de Promoção da Cidadania e Defesa dos Direitos Humanos Pe. Josimo (CPCDDHPJ). A ação foi tomada após graves denúncias de funcionários e usuários do serviço. Segundo o documento, houve uma redução drástica de funcionários, realizada sem justificativa ou processo administrativo. 

O documento expõe que trinta funcionários do CAPS III foram remanejados ou tirados da saúde mental, sendo que apenas oito dessas pessoas eram contratadas. Todos os outros seriam concursados. Foi ressaltado também horário de atendimento reduzido e desvios de funções. 

Em relação à estrutura física do prédio, é relatada a falta de portas em banheiros, grades enferrujadas, a falta de material para contenção física e, o mais grave, falta de água potável para os pacientes. Assédio moral também foi pontuado no documento. Segundo a denúncia, a coordenadora municipal do serviço usa do seu vínculo familiar com o secretário de saúde municipal para fortalecer as relações de assédio moral.
# Compartilhar: Facebook Twitter Google+ Linkedin Technorati Digg

Galeria de Fotos

 
Copyright © 2013 Blog da Kelly