sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Reunião oficializa Câmara Setorial de Cultura Popular de Imperatriz

Canal inédito visa desenvolver iniciativas com a participação da sociedade civil e poder público


Representantes de movimentos artísticos e líderes de grupos folclóricos se reuniram com o presidente da Fundação Cultural de Imperatriz, José Carneiro Santos, para discutir ações que fortalecem o segmento no município. Encontro, realizado na sede da FCI, nesta quarta-feira, 4, oficializou a criação da Câmara Setorial de Cultura Popular da cidade.

A reunião serviu para os produtores culturais, através de um coletivo organizado de ideias, dialogar, reivindicar, apresentar propostas e prestar contas com a Fundação e sociedade. “Esse foi o primeiro encontro de muitos que virão. A FCI é a casa de cultura de Imperatriz e está sempre aberta para beneficiar a categoria e comunidade” – ressaltou o presidente Buzuca. Para ele, a aproximação com os artistas representa um esforço para resgatar, manter e valorizar as tradições locais.

De acordo com Jhony Lima, Conselheiro Estadual de Cultura Popular para a Sociedade Civil, a “cidade é rica em artistas e essa abertura que a FCI proporciona é uma forma de discutir melhorias para incentivar a cultura, apresentar demandas e viabilizar a participação de grupos populares do município”.

Encontro oficializou a Câmara Setorial de Cultura Popular de Imperatriz. Para a artista Lília Diniz, a iniciativa é um movimento expressivo que pensa além da individualidade e reforça a coletividade, na manutenção dos saberes e fazeres das tradições culturais. “A FCI sempre foi aberta para a categoria. O presidente tem demonstrado compromisso com a cena cultural, com ações que já foram observadas na praia do cacau e festas juninas. As necessidades são muitas, mas, estamos confiantes que vamos avançar” – destacou.

As Câmaras Setoriais de Cultura são órgãos consultivos vinculados ao Conselho Nacional de Política Cultural (CNPC), que buscam consolidar um canal organizado para o diálogo, a elaboração e a pactuação permanentes entre os segmentos das artes e o Ministério da Cultura.

A escritora e atriz explica que a Câmara reúne várias linguagens da cultura popular, como a música, danças e artes plásticas, em que propostas serão enviadas para a FCI, através do Conselho Municipal de Cultura.

Ascom Fundação
# Compartilhar: Facebook Twitter Google+ Linkedin Technorati Digg

Galeria de Fotos

 
Copyright © 2013 Blog da Kelly