Retrospectiva: reveja os fatos que marcaram o ano em Imperatriz - Blog da Kelly

Publicidade Top

sábado, 30 de dezembro de 2017

Retrospectiva: reveja os fatos que marcaram o ano em Imperatriz

Racionamento de água, tragédias, nova administração da prefeitura estão entre os fatos mais importantes.


No ano de 2017, diversos acontecimentos marcaram a história do país em todos os sentidos. Em Imperatriz não foi diferente. A cidade enfrentou racionamento de água e o rio Tocantins baixou como nunca, chegando a 2,60 m abaixo do nível normal.

POLÍTICA
Na política, o decreto de emergência do Prefeito Assis Ramos movimentou a cidade. E após dois meses de seu primeiro mandato, outras polêmicas surgiram, como a denúncia ao ex-prefeito Sebastião Madeira, por desvio de dinheiro público.

A cidade ficou movimentada mesmo após o carnaval, mas na política. O período foi marcado por acusações de má administração do município. O ex-prefeito, Sebastião Madeira, rebateu acusações feitas pelo atual gestor, Assis Ramos.

Tudo começou quando o prefeito Assis Ramos assinou um decreto de emergência, no dia 23 de fevereiro. Nele, o administrador declarou situação crítica de emergência nos órgãos públicos de Imperatriz, em especial aos setores ligados à infraestrutura. A alegação do Prefeito foi de que tal colapso nos órgãos públicos se deu pela “má administração de gestões anteriores”.

Assis Ramos afirmou ainda que “encontrou em situação de abandono as vias públicas, trazendo sérios prejuízos ao município, essencialmente a mobilidade urbana”.

Em contrapartida, vereador Zeziel Ribeiro (PSDB) protocolou, junto ao Ministério Público em Imperatriz, um pedido de averiguação da legalidade do decreto de situação de emergência publicado pela Prefeitura de Imperatriz. Segundo o vereador, a Câmara não teria sido consultada sobre o decreto.

O documento, intitulado Notícia de Fato, pedia “a instauração de procedimento administrativo no âmbito da Promotoria Especializada de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa, a fim de apurar eventual conduta ímproba e/ou irregular do prefeito Francisco de Assis Andrade Ramos”.

Leia Mais aqui.

Segundo o promotor de justiça do estado do Maranhão, Albert Lajes, este tipo de ajuda, só tem validade legal no caso de desastres naturais, e recomendou que o prefeito em exercício revogasse o decreto, pois segundo o MP os argumentos utilizados pela prefeitura são inconsistentes para tal ato. Após a declaração do Ministério Público, a Prefeitura de Imperatriz se reuniu com o órgão e decidiu, em nota, atender a recomendação e revogar o decreto.

No mesmo período, o ex-prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira, decidiu responder as acusações feitas pelo atual prefeito, Assis Ramos, de que teria entregue a saúde do município com uma dívida de 37 milhões e que a sua má administração levou a infraestrutura da cidade ao colapso.

Madeira afirmou a existência de documentos que comprovariam a entrega de contas da prefeitura em equilíbrio. Na época, assegurou que o colapso da saúde e infraestrutura em estado de emergência, não eram vestígios do seu governo, como declarava a Prefeitura.

Política X Saúde 


Em junho, o Ministério Público do Maranhão (MPMA) encaminhou uma Recomendação ao prefeito de Imperatriz, Francisco de Assis Andrade Ramos, e ao secretário municipal de Saúde, Alair Firmiano, solicitando a regularização, em cinco dias, dos pagamentos às clínicas de Doenças Renais (CDR) e de Nefrologia de Imperatriz (CNI), que atendem pacientes de hemodiálise (Terapia Renal Substitutiva) do SUS.

Em agosto, o Movimento das Pessoas com Deficiência de Imperatriz fez uma denúncia, a fim de solucionar a questão da entrega de medicamentos pela prefeitura. Na época, foi dada a ordem judicial, por meio do Ministério Público, mas o município descumpriu. A Prefeitura ainda fez a entrega de alguns medicamentos, mas não supriu a necessidade dos deficientes.

Política X Limpeza Pública 

Em maio, Imperatriz ficou quatro dias sem coleta seletiva de lixo. Após o curto período, a prefeitura realocou funcionários de serviços gerais para que a limpeza pública fosse feita em alguns setores da cidade, para viabilizar as atividades cotidianas do município.

O acúmulo de lixo se deu porque a Brasmar, empresa que prestava serviço de limpeza pública para Imperatriz, teve seu contato com a prefeitura encerrado, no dia 26 de maio, devido ao final da vigência do tempo previsto na contratação.

A nova empresa responsável pela coleta de lixo, a Redenção, também passou por conflitos. Em julho, os funcionários da empresa se manifestaram reivindicando direitos. Eles alegavam que a direção da empresa não havia realizado o pagamento de horas extras.

No mês de agosto, o trabalhadores da antiga empresa de coleta de lixo, Brasmar, foram ao Ministério Público, para denunciar o atraso da Prefeitura de Imperatriz acerca do pagamento referente ao mês de maio de 2017.

Os funcionários da empresa Brasmar procuraram o vereador Carlos Hermes em busca de apoio. A alegação da empresa seria que o município devia 2.027.382,11 de reais à eles inviabilizando o pagamento dos funcionários, conforme a negociação do Termo de Ajuste de Conduta, o TAC.


Ainda em agosto, vinte e cinco ambulantes da feira Quatro Bocas, no bairro Nova Imperatriz, foram notificados pela Defesa Civil para deixar o local e “desobstruir o espaço público”. Alguns ambulantes e comerciantes se pronunciaram sobre o caso.

No mês seguinte, setembro, uma audiência pública Câmara de Vereadores discutiu a situação de vendedores ambulantes em Imperatriz. Os ambulantes pediam a intervenção dos vereadores para uma abertura de diálogo com a Prefeitura. Muitos afirmam que foram expulsos do local onde trabalhavam, desde o início da gestão do prefeito Assis Ramos.



OUTROS ACONTECIMENTOS

Profissionais da comunicação entram para história



O mês de março foi marcado por duas tristes perdas. O historiador e jornalista Adalberto Franklin, morreu aos 55 anos, no dia 2 de março, após sofrer um acidente vascular cerebral (AVC). Desde o dia 9 de fevereiro ele estava internado em um hospital de Imperatriz.

Suas obras literárias são de grande contribuição para a história da cidade, tendo Adalberto lançado livros como “Breve História de Imperatriz” e “História Econômica de Imperatriz”. Sua contribuição à literatura da cidade lhe rendeu por duas vezes o “Prêmio Literário da Academia Imperatrizense de Letras”, a maior honraria aos escritores locais.

Veja uma matéria especial sobre o comunicador, produzida pelo Ma

No dia 26 de março, o jornalista, advogado e empresário Conor Pires de Farias morreu aos 63 anos, vítima de um parada cardiorrespiratória. Conor estava internado há quase cinco dias em um hospital na capital São Luís, devido a complicações renais. O jornalista foi pioneiro na comunicação de Imperatriz. Seu legado, vai desde o implemento do jornalismo opinativo no rádio da região, até a sua irreverência nos debates políticos.

No dia 5 de agosto, aos 58 anos, o colunista social e jornalista Jonas Ribeiro faleceu. Joninha, como também era conhecido, foi vítima de complicações renais. Como colunista do jornal O Progresso, há 30 anos, Jonas Ribeiro desenvolveu um importante trabalho na vida social da cidade. Além de atuar no jornal impresso, Jonas também apresentou programas de televisão.

Em razão de complicações pós-cirurgia no coração, morreu, em Goiânia (GO), no dia 9 agosto, o publicitário José Moreira. Moreirinha, como era mais conhecido, foi um dos responsáveis pela implantação do sistema de comunicação em Imperatriz. José Moreira também foi apresentador de telejornal. Atuou na TV Karajás.

Ele foi um dos pioneiros da comunicação em Imperatriz; em 1975 (25 de dezembro), entrava no ar a primeira emissora de tv da cidade e a primeira do interior do Maranhão, a TV Imperatriz.

Certamente, o que fica desses grandes profissionais é a contribuição de ambos para a comunicação da cidade, sobretudo, as boas lembranças, guardadas por amigos e familiares.

Aniversário de Imperatriz

No dia 16 de julho, é comemorado o aniversário da cidade. Em 2017, Imperatriz completou 165 anos. A tradição do período é marcada pelo corte de uma bolo métrico, com a medida equivalente aos anos. Desta vez, foi um pouco diferente, a organização da festa acabou distribuindo pequenos pedaços para população, o que não agradou a todos.

A circulação da reportagem sobre o aniversário repercutiu em toda a cidade. Na internet, o  Vídeo viralizou  e acabou recebendo milhares de acessos. Relembre clicando no link!
 
Veja também uma reportagem especial em comemoração aos 165 anos!

Crise hídrica 


O rio Tocantins chegou a níveis críticos de volume de água, e o abastecimento de Imperatriz passou a ser ameaçado. Vários bairros da cidade sofreram com o problema.

Representantes da Agência Nacional das Águas- ANA, dos Governos Estadual e Federal e diretores das empresas hidrelétricas se reuniram para discutir estratégias e melhorar a atual situação do rio.

Confira mais detalhes sobre o assunto Na reportagem da TV Difusora Sul – Imperatriz.

Tragédias

Quase no fim deste ano, uma tragédia chocou toda a cidade de Imperatriz. O ex-secretário da Defesa Civil, Francisco das Chagas, atirou em Maria Jeane Pereira Rodrigues, após discutir com ela e, em seguida, se matou. O crime aconteceu no dia 3 de novembro. De acordo com o delegado regional de Imperatriz, Eduardo Galvão, Francisco teve um relacionamento com a vítima há cerca de dois anos.

Maria Jeane ainda estava viva quando o socorro chegou, mas não resistiu. Para o delegado, foi um delito foi premeditado “motivado claramente por ciúmes”, nas palavras dele.

O crime é um caso de feminicídio, na maioria das vezes, neste tipo de crime, a mulher é vista como objeto e propriedade. Quando ela é censura pelo seus próprios atos. É nesse sentido que se dá a maioria dos casos de feminicídio.

No Maranhão, o número de casos de feminicídio deste ano superaram os do ano passado. Segundo a polícia, foram confirmados 30 casos de feminicídio em 2017. Em Imperatriz, foram cinco registros.

Beira Rio, o novo cartão postal de Imperatriz
Em dezembro, a cidade de Imperatriz recebeu uma nova praça de eventos. Transformada, a Avenida Beira Rio foi entregue no dia 22 para a população, pelo Governo do Estado.

Como tradição, a virada de ano acontece no local. Desta vez, a atração será por conta do cantor Léo Magalhães.

Esses foram alguns dos acontecimentos que marcaram o ano de 2017, que sem dúvidas, foi cheio de surpresas. E a você, leitor, obrigada pela confiança. Continue acessando nosso portal e fique por dentro das últimas notícias.

A equipe do MA 10 de Imperatriz deseja a você um FELIZ ANO NOVO!

Publicidade Rodapé