ICMS: Cafeteira quer que oposição cobre Temer, não Flávio Dino - Blog da Kelly

Publicidade Top

quarta-feira, 30 de maio de 2018

ICMS: Cafeteira quer que oposição cobre Temer, não Flávio Dino

O líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Rogério Cafeteira (DEM), chamou atenção para a postura dos parlamentares de Oposição, que nunca cobraram medidas efetivas do presidente Temer quanto aos sucessivos e abusivos aumentos no preço dos combustíveis e agora tentam imprimir responsabilidade ao governador Flávio Dino (PCdoB), sendo que esta política, dos combustíveis, é de competência do Governo Federal.

“A oposição, que nunca falou nada sobre os sucessivos aumentos de combustível, impostos pelo governo Temer, agora quer transferir para o nosso governo as consequências da incompetência do presidente deles”, destacou Cafeteira.

Da tribuna da Assembleia, o líder governista ressaltou as inúmeras ações executadas pelo Governo do Estado com o objetivo de garantir a continuidade de serviços essenciais. “Aproveito para parabenizar a ação do governador Flávio Dino (PCdoB), de seu governo e de toda a sua equipe, que montou um gabinete de crise, para que fossem tomadas providências no sentido de minimizar, ao máximo, os impactos da paralisação”, frisou Rogério Cafeteira.

Ele observou que foi muito importante a participação dos empresários de postos de combustíveis, que contribuíram para a distribuição do produto no interior do Estado. Em seu discurso, estendeu agradecimentos à direção da Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap), que contou com a colaboração da Agência Estadual de Mobilidade (MOB).
Rogério Cafeteira enalteceu também o trabalho de todo o sistema de segurança pública do Estado, que contou com o apoio da Casa Civil e da Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra), além de outros órgãos.

“Graças a esse conjunto de ações, a gente teve condições de, principalmente com as forças de segurança, organizar comboios protegidos pela polícia, e abastecer, em primeiro lugar, obviamente, os serviços essenciais, garantindo o combustível para o transporte público, para as viaturas e ambulâncias”, destacou o deputado.

Ele frisou que o governador Flávio Dino coordenou as ações iniciais, pessoalmente, entre elas, a distribuição de combustível para todo o estado, inicialmente para São Luís. “Hoje, dentre as cidades que sofrem as consequências, São Luís, sem dúvida, é a que tem o menor impacto. Mas, dentro da realidade que nós vemos no Brasil hoje, a capital ainda enfrenta uma situação melhor que as demais”, declarou o líder do governo.

O parlamentar afirmou que um grande aparato policial foi mobilizado para assegurar o atendimento de demandas essenciais, com o abastecimento de viaturas, carros do Corpo de Bombeiro, ambulâncias e veículos que prestam serviços essenciais à sociedade.

Segundo ele, os comboios organizados pelo Governo do Maranhão já garantiram o abastecimento de dezenas de caminhões-tanque em São Luís. A operação foi montada para amenizar os efeitos da crise federal dos combustíveis. Rogério Cafeteira frisou que, além disso, o governador Flávio Dino determinou outras medidas para reduzir os transtornos causados à população.

Publicidade Rodapé