EM ENTREVISTA À IMPRENSA ROBERTO ROCHA FALA DE PROJETOS E FAZ BALANÇO DO MANDATO - Blog da Kelly

Publicidade Top

segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

EM ENTREVISTA À IMPRENSA ROBERTO ROCHA FALA DE PROJETOS E FAZ BALANÇO DO MANDATO

Projetos do senador beneficiam Imperatriz e a região

O senador Roberto Rocha (PSDB) encerra o ano com a aprovação de projetos que, pela sua importância, beneficiam não só o Maranhão, mas o Brasil. Um deles é o que permite uma faixa maior de desconto na tarifa social de energia elétrica e que, segundo o parlamentar maranhense, vai beneficiar cerca de cinco milhões de pessoas no Maranhão.
Nesta sexta-feira, 12, o senador, que tem escritório político em Imperatriz, concedeu entrevista, por telefone, ao radialista Arimatéia Júnior, da Rádio Nativa FM e prestou esclarecimentos sobre o andamento desse , e dos outros projetos de sua autoria no Senado. Ele também falou a respeito dos recursos que já destinou para Imperatriz.

A respeito do projeto que amplia a faixa de desconto da chamada tarifa social o parlamentar declarou que no Maranhão sua aprovação vai significar, a cada ano, 350 milhões de reais que a Cemar vai deixar de receber dos mais pobres.
Na entrevista o senador esclarece uma questão que surgiu assim que o projeto se tornou público. E quem vai pagar essa conta?

A empresa {Cemar} disse o Roberto Rocha, não terá nenhum prejuízo com o projeto que só vai ampliar o alcance da Lei da tarifa social que, é de 2010. “ Ela apenas vai deixar de receber dos mais pobres para receber do Governo Federal por meio do CDE ( Conta de Desenvolvimento Energético) , o fundo setorial que custeia as políticas públicas do setor elétrico brasileiro como o luz para todos” explicou.


De acordo com Roberto Rocha o projeto vai contemplar com o desconto famílias que consomem entre 50 a 250 KW por mês com percentuais de 20% a 70%.


Outro projeto do parlamentar maranhense é o que dobra o valor per capita da merenda escolar nos municípios brasileiros de maior vulnerabilidade social. No Maranhão, de acordo com o senador, serão beneficiados 108, dos 470 municípios brasileiros identificados como de extrema pobreza.


A estimativa, informa Roberto Rocha, é de que sejam injetados a mais na economia do Estado 50 milhões de reais por mês para serem distribuídos nos municípios beneficiados pelo seu projeto o que, segundo ele, vai favorecer a agricultura familiar, de onde vem grande parte da merenda distribuída nas escolas.


O senador Roberto Rocha , na mesma entrevista, destacou também sua luta e os debates travados nas comissões do Senado pela aprovação da criação da Zona de Exportação do Maranhão-Zema. O Projeto em tramitação prevê o incentivo econômico para a promoção do desenvolvimento regional e nacional a partir do complexo portuário do Itaqui, na Ilha de São Luís.


“ A Zema não fere o interesse de ninguém. O incentivo previsto, não é fiscal é econômico voltado para o mercado externo. O Maranhão não pode continuar sendo um Estado Rico de um povo pobre” ponderou o senador ao ressaltar a importância da Zema para o desenvolvimento do Estado.


IMPERATRIZ

Roberto Rocha destacou os efeitos positivos de sua atuação parlamentar por Imperatriz a região. “Não são palavras ao vento. São ações concretas em favor da cidade e da região que começam a se materializar” disse ele esclarecendo que a aplicação dos recursos públicos depende de muitos procedimentos legais até se tornarem em obras mas que os efeitos práticos logo serão sentidos. 


O senador lembrou dos recursos destinados para que a Prefeitura de Imperatriz Construa o centro de abastecimento da cidade, a Ceasa, que na opinião do parlamentar, vai beneficiar toda região. 


“ Além de conseguir o recurso ainda fui atrás do terreno, que fica à margem da Br-010, onde funcionava a antiga Conab” informou Roberto Rocha. Ele disse ainda que a área da Ceasa de Imperatriz foi ampliada e que em breve, formalizada o termo de cessão da área para o município, a Prefeitura poderá licitar e iniciar a obra.


Para Imperatriz o senador Roberto Rocha ressaltou que destinou ainda recursos para a construção do panelódromo, e que agora depende das tratativas da Prefeitura com o Exército Brasileiro para a cessão da área; para a construção do shopping popular (camelódromo); recursos para o Governo do Estado equipar o Hospital Regional Materno Infantil, e ainda junto com os senadores João Alberto, Edison Lobão, a emenda de bancada de mais de 20 milhões de reais destinadas para o Ministério do Meio Ambiente construir o aterro sanitário

Publicidade Rodapé