Oposição quer suspender reajuste na tarifa do transporte coletivo - Blog da Kelly

Publicidade Top

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2019

Oposição quer suspender reajuste na tarifa do transporte coletivo


Vereadores oposicionistas querem tornar sem efeito decreto do prefeito de Imperatriz, Assis Ramos, que reajustou os preços das tarifas do transporte coletivo no Município. O decreto foi assinado no dia 17 de janeiro e as novas tarifas começaram a vigorar a partir do dia 19 desse mês, período em que a Câmara Municipal estava em recesso legislativo.
Com o reajuste, as passagens passaram de R$ 3,50 para R$ 3,90, na zona urbana; e de R$ 7 para R$ 7,75, nas linhas da zona rural, tornando o transporte público em Imperatriz um dos mais caros do Maranhão.
Na sessão ordinária desta quarta-feira (06), a primeira depois da volta do recesso, os vereadores Carlos Hermes (PCdoB), Bebé Taxista (Patriota) e Aurélio Gomes (PT), apresentaram um Decreto Legislativo com um objetivo de sustar os efeitos do decreto assinado pelo prefeito concedendo o reajuste nas tarifas dos coletivos.
Os vereadores entendem que cabe à Câmara Municipal decidir sobre o reajuste do transporte coletivo. "O prefeito quer governar através de decreto. Essa matéria é de interesse da comunidade, pois afeta o bolso do trabalhador e de todas as pessoas que usam o transporte coletivo de passageiros. Não poderia ter sido tomada à revelia de votação no Plenário da Câmara Municipal. Vamos lutar para tornar sem efeito o decreto baixado pelo prefeito. Esta Casa precisa ser respeitada", declarou o vereador Aurélio Gomes.
O presidente José Carlos Soares encaminhou a matéria à Procuradoria da Câmara Municipal para ser analisada. A oposição espera votar o texto em Plenário nas próximas sessões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade Rodapé