Sedes e Sinfra vistoriam Residencial Canto da Serra - Blog da Kelly

Publicidade Top

terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

Sedes e Sinfra vistoriam Residencial Canto da Serra

Ao ser entregue, conjunto habitacional beneficiará 2.920 famílias

 por Maria Almeida

Retomada em abril de 2018 após assinatura de contrato com nova empresa, obra do residencial Canto da Serra deve ser concluída até junho de 2020. Na manhã da última sexta feira, 22, a secretária de Desenvolvimento Social, Janaina Ramos acompanhada da sua equipe técnica, do secretário de infraestrutura Zigomar Filho e engenheiros visitaram o conjunto para verificar andamento dos trabalhos.

“São visitas pontuais, para acompanhar e atestar a qualidade dos serviços, porque minha preocupação e do prefeito Assis, é garantir que os futuros moradores não enfrentem problemas semelhantes aos enfrentados em residenciais já entregues, onde a prefeitura teve que entrar com ação na justiça para cobrar reparos”, ressaltou Janaina.

Ela pontuou que essas visitadas são também para analisar a viabilidade de inserção de aparelhos públicos como escolas, CRAS, creches e Unidades Básicas de Saúde, UBS, no conjunto habitacional. “Quando o social está dentro da obra a comunidade ganha muito mais, por isso temos a sensibilidade de pensar nestas questões que visam melhorar a habitação e a convivência dos moradores”, disse.

Janaina revelou que recentemente em Brasília, o prefeito conseguiu uma UBS para o Residencial Sebastião Regis que vai atender também a comunidade do Canto da Serra. “E para facilitar o acesso à educação e as políticas de assistência social dos habitantes deste residencial, já vamos buscar recursos para construção de um CRAS e uma escola aqui dentro ”, informou a secretária.

Sobre a obra

A previsão inicial de conclusão da obra eram 18 meses a partir da sua retomada, mas segundo o engenheiro da empresa responsável, Arthur Xavier, o prazo viável para entregar um residencial que atenda as condições dignas de moradia e trafegabilidade nas ruas sem problemas futuros é junho de 2020.

“Apesar de já termos aumentado o quantitativo de funcionários de 120 para 220 e de contratarmos mais 280 até maio, vamos precisar de mais tempo, devido aos problemas encontrados. Para entregar uma obra satisfatória, conforme exigências do banco e da prefeitura, sem aumentar valor do orçamento inicial e sem perdas para empresa, teremos que fazer uma série de readequações, por isso nessa fase inicial estávamos mais fazendo estudos”, finalizou. 




Imagens:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade Rodapé