Prefeitura antecipa campanha de vacinação contra gripe aos desabrigados - Blog da Kelly

Publicidade Top

segunda-feira, 8 de abril de 2019

Prefeitura antecipa campanha de vacinação contra gripe aos desabrigados

Prefeitura antecipa campanha de vacinação contra gripe aos desabrigados
As ações de saúde voltadas às famílias desabrigadas pelas chuvas nos bairros Parque Alvorada I e II, Vila Ipiranga, Vila Nova e Povoado Cacauzinho foram reforçadas pela Prefeitura de Imperatriz nesta segunda-feira, 8, com vacinação contra gripe, tétano e febre amarela, além da dedetização com o carro fumacê. Por determinação do prefeito Assis Ramos, desde sexta-feira, 5, equipes de médicos e enfermeiros da Semus, com apoio de estudantes de medicina da Universidade Federal do Maranhão, UFMA, iniciaram atendimento às famílias em dois pontos de apoio no Parque Alvorada I.

A coordenadora do Setor de Imunização, Socorro Ribeiro, explicou que devido ao estado de calamidade pública o qual se encontra Imperatriz, a Secretaria Municipal de Saúde, Semus, antecipou a campanha vacinação contra a gripe, que será realizada em todo o país a partir do dia 10. Para a vacinação, nesta segunda e terça-feira, sempre no período da manhã, foram disponibilizadas 400 doses de vacinas. “Se tiver uma pessoa gripada pode transmitir para outras pessoas e como a campanha da Influenza já inicia dia 10 antecipamos para atender todas essas pessoas que estão aglomeradas aqui”, lembrou.


Além da prevenção contra a Infuenza, estão sendo aplicadas vacinas contra outras doenças como Difteria e Tétano e Hepatite B para adultos. Também está sendo atualizado o calendário vacinal das crianças. No caso delas há todas as vacinas disponíveis no atendimento no ginásio poliesportivo do Parque Alvorada I. “Muitas mães estão com as carteirinhas em dia, são poucas doses que estão faltando aplicar em adultos e as crianças estão praticamente todas vacinadas. Como a antecipação da vacina, essas pessoas não vão precisar ir mais aos postos na campanha nacional”, complementou.

Grávida de seis meses do oitavo filho, a dona de casa, Francinalva Ribeiro Almeida, 28 anos, foi uma das pessoas imunizadas no ginásio poliesportivo. “Acho importante essa vacinação que a Prefeitura está fazendo porque é para prevenir as doenças”, disse a mulher que teve a casa alagada duas vezes pelas chuvas na mesma semana. Na primeira, após a forte chuva de domingo e madrugada de segunda-feira da semana passada ela e família foram abrigadas numa igreja e na segunda enchente, na sexta-feira, até a igreja ficou debaixo d'água e ela e a família foram transferidos para o ginásio poliesportivo. “A água chegou no telhado, perdemos tudo” disse.

O gesseiro Gineton Ribeiro Rocha, 40 anos, pai de três filhos menores de 4, 7 e 15 anos, disse que na primeira grande chuva a água chegou perto de casa, mas na segunda não teve escapatória. “A mãe já vacinou e só falta eu e minha menina aqui. Sei que é muito importante essa vacinação da Secretaria de Saúde para a gente se prevenir contra as doenças, porque quando fui na minha casa tinha muita contaminação e catinga que parecia uma fossa”, observou.

O secretário Municipal de saúde, Alair Firmiano, destacou que deste sexta-feira, 05, a força-tarefa da Saúde está em ação com médicos, enfermeiros, laboratórios, medicamentos e curativos para os desabrigados em pontos de apoio. Ele lembrou que mesmo as pessoas que foram desabrigadas e estão na casa de parentes podem procurar os locais de apoio ou o posto de Saúde mais próximo para se imunizar, mas destacou que o Município, também, precisa de mais ajuda com recursos junto ao Governo Federal. “Levar saúde até essas pessoas, significa melhorar sua qualidade de vida, e, sobretudo, garantir acesso aos serviços da Atenção Primária, que tem por missão evitar o adoecimento e também tratar doenças", afirmou Alair.

Palestra para agentes de endemias


A partir desta terça-feira, os Agentes de Endemias vão atuar nas áreas que foram alagadas pelo transbordamento dos riachos após a grande chuva da semana passada. Para isso, eles participaram de uma palestra nesta segunda-feira no auditório da Semus para serem informados sobre algumas medidas a serem adotadas durante a ação com as famílias.

“São 116 pessoas, fora a equipe de Controle Vetorial, supervisores, chefes de campo, agentes, todo mundo em campo. Os Agentes Comunitários de Saúde, também, vão participar, mas apenas os agentes de endemias participam deste treinamento”, disse a coordenadora de Vetores, Gisele Maria Lisboa.

Na palestra que contou com a participação de técnicos da Semus foram abordados temas como a prevenção a ataques de animais peçonhentos como cobras, lagartas e escorpiões e o uso de hipoclorito. “Objetivo é que os agentes possam detectar riscos sanitários durante visitas aos domicílios, orientar moradores e melhorar a saúde na cidade”, finalizou Gisele.

Os agentes terão uma atenção especial para o combate aos focos do mosquito Aedes Aegipty, transmissor da dengue, chikungunya e Zica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade Rodapé