"Maurício da Embratel" comemora 40 anos de Imperatriz - Blog da Kelly

Publicidade Top

domingo, 30 de junho de 2019

"Maurício da Embratel" comemora 40 anos de Imperatriz

Maurício Martins com a esposa Inalda
João Rodrigues

Nesta semana o técnico em telecomunicações João Maurício Martins comemora 40 anos como cidadão de Imperatriz, cidade que ajudou a construir. Com carisma e muita disposição para ajudar, "Maurício da Embratel", como é mais conhecido, conquistou espaço em vários setores da sociedade como o esporte amador, empresarial, político, cultura, e, principalmente, na Igreja Católica onde colabora em projetos de vários movimentos diocesanos. Os mais recentes são Festa de São Cristóvão e Solenidade de Corpus Christi.
Natural de Bragança, cidade de pouco mais de 120 mil habitantes, distante 228 Km de Belém(PA), João Maurício Martins nem pensava em morar em Imperatriz até que em 1978 foi aprovado em concurso público para a Eletronorte, Polícia Federal e Embratel. Estava preparando a documentação para ir a Academia de Polícia Federal em Brasília, quando recebeu uma proposta irrecusável de trabalho da Embratel que mudou os rumos de sua vida.
A estatal de telecomunicações indicou três cidades para o jovem técnico que foram Santarém (PA), Macapá (AP) e Imperatriz, sendo que ele optou pela última e não se arrependeu da escolha.
"Desembarquei em Imperatriz no dia 24 de junho de 1979, às 6h, na rodoviária da rua Tamandaré, entre Sergipe e Alagoas. Fui hóspede da família Dolores Borges Macedo, na Rua Paraíba (hoje distribuidora Tropical), onde passei aproximadamente 40 dias, antes de mudar pra república na Vila Embratel, localizada na Rua Bahia (entre Luís Domingues e Benedito Leite)", relembrou.
Na cidade conheceu a jovem Inalda Lima, ambos se apaixonaram, ficaram noivos e casaram-se em 1983. Do enlace matrimonial que completou 36 anos (Bodas de Cedro), nasceram Talita Lima Martins (in memorian), Thayná Lima Martins, Bruna Maria Lima Matins e os gêmeos Pedro Henrique e João Luciano Lima Martins.
Um dos primeiros amigos que conquistou na cidade foi o comerciante e desportista Arthur Moura dos Santos, o "Couraça", de quem recebeu apoio importante para chegar à presidência da Liga Imperatrizense de Futebol (LIF). Também no mesmo período foi presidente do Grêmio Escola de Samba Unidos de Vila Nova, fundada pelo saudoso radialista Manoel Cecílio Ribeiro.
A convite de Arthur Moura, João Maurício ingressou no Encontro Cristão de Vivência Conjugal (ECVC), movimento católico voltado para a família.
"Acompanho Maurício aqui desde que ele chegou à cidade, com seu casamento com Inalda, grande amiga nossa, e a participação dele na cidade de Imperatriz através da Embratel, onde trabalhou a vida inteira e agora se aposentou, é muito importante. Ele sempre fez bom trabalho e teve excelente relacionamento com todo mundo, até porque também trabalhava na equipe de comunicação", ressaltou Arthur Moura. 
O comerciante ressaltou que dentro da igreja, na sociedade e no futebol, por exemplo, teve a honra de levar João Maurício para a Liga Imperatrizense de Futebol e grupo ECVC São Francisco, onde se mantém participante, e acrescentou, ainda, apoio a Paróquia de Santo Antonio, na Nova Imperatriz. 
"Maurício é um cara disponível e colocando seu trabalho a frente da igreja, da sociedade, é uma pessoa distinta, simpática, disposta a ajudar", concluiu Arthur Moura.
O currículo incluiu, também, uma atuação na política. Amigo da família Cunha, foi assessor parlamentar do deputado estadual Léo Cunha por oito anos.
Dentre os amigos que conquistou com seu trabalho pastoral está o padre Luzimar Moura, que fez questão de gravar entrevista para falar do amigo João Maurício. 
"João Maurício, o que dizer deste grande homem. Poucas palavras nãos servem para descrever um coração tão grande, humilde, generoso e muito disponível", disse o padre Luzimar. O sacerdote ressaltou que se trata de um valiosíssimo pai de família e sobretudo é um homem de muita fé.

Devoção por Nossa Senhora de Nazaré

Católico convicto, João Maurício se orgulha de sua mãe, dona Rita Martins da Silva, que o criou juntamente com seu outro irmão. Com ela teve o contato com a Igreja Católica e virou devoto de Nossa Senhora de Nazaré, padroeira dos paraenses.
Mesmo morando em Imperatriz, ele participa todos os anos dos festejos da santa de todos os paraenses em agradecimento a graças alcançadas. 
Para ele, todo o sucesso obtido na vida pessoal e profissional foi resultado do trabalho e disposição para ajudar e fé em Deus e nossa Senhora de Nazaré. Quarenta anos depois, ele lembra da trajetória e se diz agradecido a Imperatriz pelo acolhimento desde aquele distante 1979 até agora. 
O nome "Maurício da Embratel" persiste, mesmo com o fim da empresa, e mais do que isso, continua sua disposição em ajudar a cidade que já o reconhece como cidadão imperatrizense, através de um título concedido pela Câmara de Vereadores. O veterano técnico em telecomunicações faz jus à frase de Mahatma Gandhi, que diz: "Quem não vive para servir, não serve para viver".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade Rodapé