288 acidentes em cruzamentos foram registrados no 1º semestre de 2019 - Blog da Kelly

Publicidade Top

sexta-feira, 26 de julho de 2019

288 acidentes em cruzamentos foram registrados no 1º semestre de 2019

A maioria dos acidentes é causado por avanço de preferencial ou desrespeito ao sinal vermelho


O levantamento realizado pelo Grupo Tático de Trânsito, GTT, especialista em atender ocorrências de acidentes de trânsito em Imperatriz, constatou que foram registrados 288 acidentes em cruzamentos neste primeiro semestre de 2019. A maior incidência foi na área central da cidade com 40% das ocorrências.


Por outro lado, o detalhamento mostra que os dias da semana que mais se constataram ocorrências foram nas terças-feiras, com 17%, e segundas-feiras, com 15%. Geralmente, os acidentes acontecem com mais frequência nos horários das 17h e 19h quando é intenso o fluxo de veículos nas avenidas de Imperatriz.


Entre os cruzamentos, a Rua João Lisboa responde por 10% do percentual de acidentes de trânsito em cruzados, seguida pela Avenida Getúlio com 9%, Rua Pernambuco com 8%, Avenida Dorgival Pinheiro de Sousa com 7%, Avenida Ceará com 7%, Rua Alagoas com 6%, Rio Grande dos Norte 5%, Avenida Santa Teresa com 5%, Manoel Bandeira com 4% e a Rua Godofredo Viana.


O engenheiro de Trânsito, Tuytuyguassu Rayol, observou que “essas dez vias concentram a maior incidência de acidentes, embora sejam totalmente sinalizadas, mas devido à imprudência ou a desatenção de motoristas culmina por registro de ocorrências de sinistros nestes locais”.


“Os cruzamentos das ruas João Lisboa, com a Alagoas, e da Avenida Getúlio Vargas, com a Rua Cel. Manoel Bandeira registraram elevado número de acidentes, embora tenham placas de pare, sentido de circulação e quebra-molas, mesmo assim o índice de avanço de preferencial nesses locais é grande.


“Dos 30 acidentes registrados na Rua João Lisboa, 87% foram ocasionados por avanço de preferencial. Já na Avenida Getúlio Vargas os avanços de preferencial e desrespeito ao sinal vermelho respondem juntos por 57% dos acidentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade Rodapé