Alunos do Curso de Medicina da UFMA de Imperatriz são destaques em Congresso de Oftalmologia no Rio de Janeiro - Blog da Kelly

Publicidade Top

segunda-feira, 23 de setembro de 2019

Alunos do Curso de Medicina da UFMA de Imperatriz são destaques em Congresso de Oftalmologia no Rio de Janeiro


Não faz muito tempo o filho da região que quisesse cursar Medicina tinha que deixar a família para estudar em Belém, São Luís, Brasília e Goiânia, os destinos até então mais procurados. Há seis anos esse ritual mudou com a inauguração do primeiro curso de Medicina {público} da cidade, no Centro Universitário da Universidade Federal do Maranhão em Imperatriz. Em janeiro de 2020 sai a primeira turma de médicos formada na cidade.

Quando se fala em curso de Medicina, notadamente os instalados no interior do País, tem sempre quem questione a qualidade. No quesito qualidade, o curso da UFMA/ Imperatriz, coordenado pelo médico William Lopes, tem ganhado evidência, com os alunos já se destacando em congressos médicos de nível nacional, como é o caso da estudante Anna Carolina Marilas. Aluna do oitavo período, ela apresentou um estudo de caso no recente Congresso Brasileiro de Oftalmologia (CBO), realizado no Rio de Janeiro, e que se tornou referência no País.
A estudante, que é presidente da Liga de Oftalmologia da UFMA/Imperatriz, apresentou um caso raro de cisticercose ocular, que foi tratado na Clínica Allume, do médico e professor universitário Alberto Madeira. Na situação estudada, uma paciente com fortes dores nos olhos e com queda na acuidade visual teve identificada a larva do verme que já ameaçava deixá-la cega. O tratamento teve resultado positivo. Com a apresentação desse trabalho no Congresso, o tratamento da cisticercose ocular realizado em Imperatriz se tornou objeto de estudo de outros centros.
Além do estudo de caso apresentado pela aluna Anna Carolina, outros membros da Liga de Oftalmologia do curso de Medicina da UFMA/Imperatriz, Igor Assunção, Thaissa Rodolfo e Bárbara Bedin, também tiveram trabalhos (pôster) aceitos e apresentados no Congresso Brasileiro de Oftalmologia. Os outros integrantes, Camila Léda, Esdra Pereira, Iago Assunção e Raphael Rodolfo não foram, mas ficaram na torcida. 
Em entrevista à reportagem, Anna Carolina informou que foi a primeira vez que a Liga de Oftalmologia do curso de Medicina da UFMA participou do CBO. Para isso, segundo ela, foi muito importante o apoio e o incentivo dos professores que também como profissionais da área possibilitam aos alunos, desde agora, acompanhar a rotina de consultas, exames e cirurgias em seus consultórios. Ela destacou que esse contato acabou influenciando na escolha da especialidade na qual pretende seguir carreira quando concluir a graduação: a oftalmologia. "Uma área que ganha mercado a cada dia e é cheia de desafios", comentou.
Para o professor e médico Willian da Silva Lopes, coordenar o curso de Medicina da Ufma/Imperatriz, é um grande desafio uma vez que se objetiva, além da formação profissional, melhorar a ciência médica na cidade e região. "Isso exige grandes responsabilidades, mas fica mais fácil quando se tem alunos bem selecionados e preparados intelectualmente. A Medicina regional ganhou e ainda tem a ganhar muito com a instalação desse curso", disse.

PRODÍGIO 

Um capítulo à parte desse encontro na capital carioca foi a conquista do imperatrizense Daniel Costa da Copa Interoftalmo do Conhecimento , disputada por residentes de quase todo o Brasil. O jovem médico foi sabatinado por uma banca de mestres e doutores sobre temas específicos da área e acabou sendo campeão. Filho do engenheiro Joel e da médica Eliane Costa, Daniel teve a performance acompanhada de perto por alunos e professores do Curso de Medicina de Imperatriz, entre eles o médico Alberto Madeira.
Para o professor Alberto, a participação destacada dos imperatrizes no Congresso Brasileiro de Oftalmologia é uma demonstração de que eles {alunos} estão antenados com os avanços da medicina, com a pesquisa científica e os avanços tecnológicos. Sinal, ressalta ele, de que a universidade forma uma geração de bons profissionais que farão a diferença no mercado.

TECNOLOGIA E FUTURO

Hoje professor da UFMA, o oftalmologista Alberto Madeira integra a safra de médicos que desde o início da carreira aposta muito no avanço técnico/científico da medicina, notadamente na sua área a oftalmologia, uma especialidade, ressalta, de futuro promissor.
"O único procedimento nessa área que ainda não é realizado em Imperatriz é o transplante de córnea", relata o médico, garantindo que daqui, a no máximo três anos, pretende estabelecer a primeira residência médica em oftalmologia da cidade. Para atingir esse objetivo, ele comanda a construção do primeiro hospital oftalmológico da região.
Financiado pelo Banco do Nordeste, segundo Alberto Madeira, o Centro Oftalmológico terá 15 consultórios, quatro salas de cirurgia e, além do projeto da residência médica, há a intenção de que seja constituído alí um banco de olhos. 
"Tudo isso para prestar um serviço de excelência e agregar os filhos de Imperatriz {novos médicos}, que depois de uma maratona de estudos estão retornando para nossa cidade", concluiu o médico e professor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade Rodapé