No MA, deputada quer combater vício em tecnologia - Blog da Kelly

Publicidade Top

sexta-feira, 1 de novembro de 2019

No MA, deputada quer combater vício em tecnologia

A deputada estadual Thaiza Hortegal (PP), médica pediatra, apresentou na Assembleia Legislativa projeto de lei que institui o Dia de Conscientização, Prevenção e Combate à Tecnologia.
Se aprovada a proposta, a data deverá ser determinada pelo Estado, a quem também caberá envolver seus órgãos para ações educativas e informativas a fim de alertar as famílias sobre o problema com o vício, causado pelo uso abusivo da tecnologia, que já é considerado doença segundo a Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde (CID 11).
“Desde 2018 a Sociedade Brasileira de Pediatria nos alertou para o fato de que dependência de jogos on-line e off-line é considerado doença, e vem gerando em nossas crianças e adolescentes uma série de problemas como transtornos do sono, impulsividade, ansiedade, depressão, agressividade e até violência. E a tecnologia, utilizada de forma abusiva, está prejudicando não só nossas crianças como adultos com acesso descontrolado da internet. O estado precisa ir além de conscientizar e prevenir, mas se preparar para combater e tratar os transtornos causados por esse tipo de vício, que já é realidade em grandes estados”, alertou a deputada.
A parlamentar deu exemplo do tratamento desenvolvido pelo Hospital das Clínicas, em São Paulo, desde 2008, quando o Instituto de Psiquiatria começou a tratar dependentes em internet. Atualmente, uma pesquisa realizada pela Universidade do Espírito Santo, detectou que 25,3% de 2 mil adolescentes são dependentes moderados ou graves de internet. Para a Dra. Thaiza, as pesquisas e a constatação de muitos jovens com transtornos provocados pela dependência são alertas para um vício que precisa ser combatido.
“Ninguém nega os benefícios que a tecnologia nos traz, mas precisamos ter equilíbrio em tudo e não chegar ao ponto de sofrer sintomas como desconforto, confusão mental, isolamento, e até coceira, quando submetidos à restrição de eletrônicos. Não podemos substituir a tecnologia pelas relações humanas, esse afastamento pode levar muitos a depressão e consequentemente a morte, então, precisamos informar sobre uso consciente das tecnologias e evitar futuras gerações cheias de transtornos psicológicos”, disse Dra. Thaiza.
Mais informações
A Nomofobia é o desconforto ou a angústia ou fobia causada pelo medo de ficar incomunicável sem o telefone celular, computador desconectado em estado off-line. Um teste on-line pode ajudar a identificar a dependência foi disponibilizado através do site www.dependenciadeinternet.com.br. E a Sociedade Brasileira de Pediatria tem um Manual “Saúde de Crianças e Adolescentes na Era Digital”, com orientações para gestores públicos, famílias e médicos pediatras, disponível no site www.sbp.com.br .

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade Rodapé