Brandão turbina o Republicanos e estrutura base partidária para 2022 - Blog da Kelly

Publicidade Top

segunda-feira, 16 de março de 2020

Brandão turbina o Republicanos e estrutura base partidária para 2022

Carlos Brandão entre Ariston Ribeiro, Elizabeth Gonçalo, Cléber Verde e Daniella Tema à direita, e Duarte Júnior, Felipe dos Pneus e Fábio Macedo, em Brasília
O que até pouco tempo eram investidas tímidas, cautelosas, mas já com objetivos bem resolvidos, os movimentos partidários do vice-governador Carlos Brandão começam a ganhar ares bem mais fortes, tendo como evidência maior o súbito robustecimento do Republicanos (ex-PRB), capitaneado no Maranhão pelo ativo deputado federal Cléber Verde. Em menos de um mês, Carlos Brandão consumou articulações iniciadas no final do ano passado, turbinou a bancada do Republicanos na Assembleia Legislativa, formada até então pela presença solitária do deputado Zé Gentil, com nada menos que cinco deputados estaduais – Duarte Júnior. (ex-PCdoB), Daniella Tema (ex-DEM), Fábio Macedo (ex-PDT), Ariston Ribeiro (ex-Avante) e Felipe dos Pneus (ex-PRTB) –, com a possibilidade concreta da filiação, nos próximos dias, dos deputados Paulo Neto e Antônio Pereira, ambos do DEM. Não é pouca coisa, a julgar pela intensa movimentação dos partidos em busca de fortalecer suas fileiras às vésperas das eleições municipais e a dois anos da grande e decisiva peleja eleitoral de 2022, ambos chaves para o projeto, cada dia mais consistente, do vice-governador de chegar ao Palácio dos Leões.

O fortalecimento do Republicanos se deve a uma série de fatores, sendo o principal deles o projeto de poder do vice-governador Carlos Brandão, que ganha força com a habilidade com que vem se movimentando no movediço tabuleiro da sucessão estadual, e também pela sua reconhecida capacidade como organizador de partidos políticos. Esse talento veio à tona nas eleições municipais de 2016, quando, na condição de presidente do PSDB no estado, levou a sigla tucana ao segundo lugar em número de prefeitos eleitos, ganhando o comando de 29 municípios, à frente do PDT, que fez 28, só perdendo para o PCdoB, que sob o comando do hoje deputado federal Márcio Jerry e o aval do governador Flavio Dino, saiu das urnas com 46 prefeitos. Todo seu esforço para dar ao PSDB na segunda potência partidária do Maranhão, porém, foi por água abaixo com a investida do senador Roberto Rocha, que sem espaço no PSB, pelo qual fora eleito, articulou e retomou o comando do ninho dos tucanos no Maranhão.

Carlos Brandão sofreu um duro golpe ao perder o PSDB para Roberto Rocha, passando, de uma hora para outra, de chefe tucano influente à condição de “sem-legenda”. Foi sondado por várias agremiações, mas decidiu se filiar ao PRB, formando parceria forte e azeitada com o deputado federal Cléber Verde, considerado um dos mais competentes chefes partidários do Maranhão, tendo conseguido eleger 14 prefeitos em 2016, alcançando a quinta colocação naquele ranking, à frente, por exemplo, do PSB (13) e do PTB (7), partidos mais consolidados. Juntos, Carlos Brandão e Cléber Verde têm realizado um trabalho forte e bem-sucedido de articulação, o primeiro usando o prestígio que tem na classe política, com o reforço do projeto sucessório, e o segundo utilizando sua competência e larga experiência de articulador eficiente nessa complicada seara da política maranhense.

O vice-governador Carlos Brandão joga nesse campo com um objetivo claro: fazer com que o Republicanos saia das urnas de outubro com o maior número possível de prefeitos, vice-prefeitos e vereadores. Sua ação é um contrapeso à intensa movimentação do senador Weverton Rocha, que tenta fortalecer o PDT para turbinar o seu projeto de chegar ao Palácio dos Leões, e ao jogo pesado do deputado federal Josimar de Maranhãozinho para ingressar na seleta lista de pré-candidatos a governador. Ao contrário de Weverton Rocha e de Josimar de Maranhãozinho, que atuam de maneira exposta, Carlos Brandão articula discretamente, conversando muito, mas sem criar qualquer embaraço à sua condição de número 2 do Governo, a quem o governador Flávio Dino tem escalado para inúmeras missões mundo a fora em busca de recursos para o Maranhão.

As informações são da Coluna Repórter Tempo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade Rodapé