Justiça revoga prisões dos envolvidos na morte do prefeito Ivanildo Paiva - Blog da Kelly

Publicidade Top

quinta-feira, 5 de março de 2020

Justiça revoga prisões dos envolvidos na morte do prefeito Ivanildo Paiva

A Justiça, por intermédio do juiz Marcos Antonio de Oliveira, titular da 2ª Vara Criminal da Comarca de Imperatriz, determinou nesta quarta-feira (4) a soltura de todos os envolvidos na morte do prefeito de Davinópolis, Ivanildo Barbosa Paiva. 
Para que os acusados fossem colocados em liberdade, o magistrado, em sua decisão, entendeu que não havia mais motivo para a continuação da prisão cautelar e revogou as prisões de todos eles. “O julgador, mediante o seu livre convencimento motivado no decorrer do processo, pode revogar a prisão preventiva nos moldes do artigo 316, do Código de Processo Penal (CPP), quando verificar a ausência de motivos que justifiquem sua subsistência”, definiu o magistrado.
Em função disso, foram colocados em liberdade provisória os envolvidos José Rubem Firmo, o ‘Rubem Lava-Jato”, na ocasião vice-prefeito de Davinópolis; Antonio José Messias, empresário na região tocantina, apontados como os autores intelectuais do crime; os policiais militares Francisco de Assis Bezerra Soares, conhecido por “Tita” e Willame Nascimento da Silva, apontados nas investigações como os executores do crime; e Denilton Feitosa Guimarães, conhecido por ‘Boca Rica’, nas investigações apontado como o agenciador dos acusados de perpetrarem a morte do então prefeito de Davinópolis, Ivanildo Barbosa Paiva.
Os cinco acusados já passaram por audiência de instrução e pronunciados a juri, mas receberam o direito de aguardar julgamento em liberdade. Os cinco vão ter de cumprir medidas restritivas, como por exemplo, não se ausentar da Comarca da culpa, não permanecerem na rua depois de 22 horas, não frequentar bares e similares, entre outras, sob pena de terem novamente suas prisões preventivas decretadas. A impossibilidade de cumprimento de quaisquer das medidas, deverá prontamente comunicada à justiça. 
O caso
O prefeito de Davinópolis, Ivanildo Paiva (PRB), de 57 anos, foi encontrado morto na manhã do dia 11 de novembro de 2018, em uma plantação de eucaliptos, em uma área de sua propriedade, a cerca de 2 km da sede da fazenda. O carro do prefeito, uma caminhonete Hilux, foi encontrado abandonado na BR-010, ao lado da mata do 50º BIS, em Imperatriz.
Segundo delegado Praxísteles Martins, da Delegacia de Homicídios de Imperatriz, a motivação da morte de Ivanildo Paiva foram promessas não cumpridas a José Rubem, como o pagamento de R$ 300 mil após a reeleição da chapa, além de Ivanildo não ter entregue ao vice o controle político da Secretaria de Educação do município. Esses acordos teriam sido feitos a época da campanha quando ambos buscavam a reeleição.
Após a prisão do vice-prefeito, o presidente da Câmara de Vereadores de Davinópolis, Raimundo Nonato Martins (PRB), assumiu a prefeitura da cidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade Rodapé