Rotary Club e Diocese conscientizam população - Blog da Kelly

Publicidade Top

quinta-feira, 5 de março de 2020

Rotary Club e Diocese conscientizam população

Raimundo Primeiro
O Rotary Club, por meio de parceria firmada com a Diocese de Imperatriz, desenvolve projeto de conscientização sobre a hanseníase.
Para esclarecer as comunidades, foram confeccionados 100 mil panfletos. O material informativo foi entregue nas 13 paróquias da Diocese em 20 e 21 de janeiro, sendo que a distribuição aconteceu no dia 26 do mesmo mês, domingo.
26 de janeiro é o Dia Mundial contra a Hanseníase. Em comemoração à data, o Ministério da Saúde realiza o "Janeiro Roxo", orientando os brasileiros. Secretarias estaduais e municipais de Saúde entram em "campo", desenvolvendo diversas ações nas várias regiões do país.
Os dados são do Ministério da Saúde. De acordo com as informações, 26.875 novos casos de hanseníase foram descobertos no território nacional, registrando taxa de detecção de 12,94 por 100.000 habitantes. Do total desses casos, 1.718, ou seja, 6,4%, tiveram como vítimas pessoas menores de 15 anos.
Ao ser comunicado sobre o projeto, Dom Vilson Basso, bispo da Diocese de Imperatriz, manifestou-se solidário, apoiando o projeto coordenado pelo médio Pedro Júlio, membro do Rotary Club Imperatriz.
O médico Pedro Júlio disse a reportagem de O PROGRESSO, no começo da tarde desta terça-feira, 3 de março, que os folhetos, ilustrativos, repletos de dados, continuam à disposição das pessoas, nas secretarias das igrejas. Quem estiver circulando pelo Centro, pode dirigir-se até a Catedral Nossa de Fátima, e adquirir o material.
A hanseníase é uma doença causada pelo Bacilo de Hansen, que atinge, principalmente, a pele e os nervos. O tratamento é oferecido gratuitamente nas unidades de saúde (postos de saúde) e leva à cura da doença.
Algumas pessoas podem pegar a doença se tiverem contato com alguma pessoa doente, através da respiração. Mesmo assim, se a pessoa doente já estiver se tratando, ela não passa hanseníase para ninguém.
A hanseníase não é hereditária, ou seja, ela não é transmitida de pai ou mãe para filho. E a maioria das pessoas tem resistência contra essa doença (não pegam de jeito nenhum). Ela também não é transmitida sexualmente.
"Ao notar qualquer sinal de hanseníase em você ou em alguma pessoa com quem convive, procure uma Unidade de Saúde", destaca um dos trechos do panfleto.
Seguindo o tratamento corretamente, a pessoa que tem hanseníase pode brincar normalmente, continuar indo à escola, comer de tudo, dar e receber carinho. "É preciso conhecer o 'inimigo' para poder enfrentá-lo. Ao menor sinal, a pessoa deve procurar ajudar e não ficar protelando".
VILA JOÃO 23
Por intermédio da Vila João 23, há 45 anos, a Igreja Católica acolhe e cuida de portadores de hanseníase. Informações pelo telefone (99) 3017-3789.
SOBRE O ROTARY CLUB
O Rotary Club International existe em vários países e é formado por líderes comunitários que se juntam por ações que buscam melhorias em suas cidades e no mundo.
Em Imperatriz, o Rotary existe há mais de 50 anos, sempre estando presente no dia a dia do município. São dois clubes - o RC Imperatriz e o RC Entroncamento.
Atualmente, o RC Imperatriz é presidido pela professora aposentada Eleusa Moraes Souza. 
SOBRE A DIOCESE DE IMPERATRIZ
A Diocese de Imperatriz foi criada em 29 de julho de 1987 pelo Papa João Paulo II, tendo como primeiro bispo diocesano Dom Affonso Felippe Gregory, empossado no cargo no dia 20 de setembro de 1987. O atual bispo do município, Dom Vilson Basso, tomou posse em 10 de junho de 2017.
SINAIS DE ALERTA
. Dor nos nervos e juntas.
. Áreas dormentes que pedem os pelos, não suam e são ressecados
. Sensação de choque nos nervos e juntas
. Formigamento
. Inchaço na pele e extremidades
. Observar na ausência de manchas: dormência
ONDE PROCURAR AJUDA?
No Centro de Saúde do seu bairroDivulgação/Ministério da Saúde

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade Rodapé