Zé Inácio denuncia Mateus por impedir parcelamento de compras - Blog da Kelly

Publicidade Top

quarta-feira, 15 de abril de 2020

Zé Inácio denuncia Mateus por impedir parcelamento de compras

Deputado foi às redes sociais para contar relatos de clientes que estão sendo obrigados a pagar suas compras à vista, mesmo nos cartões de crédito, situação que caracteriza abuso e fere o código do consumidor


Mateus impede o parcelamento de cartões de crédito, prática considerada abusiva pelo Código de Defesa do Consumidor
O deputado estadual Zé Inácio tem usado suas redes sociais para denunciar uma prática que considera abusiva do supermercados Mateus.
Segundo ele, a rede está impedindo os clientes – durante a maior parte do mês – de parcelar suas compras, mesmo nos cartões de crédito que permitem parcelamento.
Apenas o cartão do próprio Mateus está fazendo parcelamento, segundo o parlamentar.
– A postura de impedir o parcelamento de compras em cartões de crédito que não sejam da bandeira da loja é um risco às famílias maranhenses, posto que essa atitude demonstra o descompromisso com a situação momentânea do país, além de configurar um evidente abuso contra os consumidores – disse Zé Inácio.
Deputado Zé Inácio cobrou providências dos órgãos de fiscalização contra os abusos dos supermercados Mateus
Na verdade, a prática abusiva do mateus já ocorre ha tempos.
Os supermercados da rede só aceitam o parcelamento das compras nos últimos dez dias de cada mês, prática reforçada pelo monopólio que ser estabeleceu no setor após o fechamento da rede Maciel.
Agora, com a criação do próprio cartão, o Mateus força os clientes a adquirir seu meio de pagamento, impedindo a venda parcelada por outras bandeiras de crédito.
– O momento exige compromisso e responsabilidade. Por isso, requeremos que a rede de supermercados Mateus recue da decisão em não parcelar compras em cartões de outras bandeiras – cobrou Zé Inácio.
O parlamentar encaminhou Ofício ao Procom-MA e à Promotoria de Defesa do Consumidor para tomada de providências  contra o abuso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade Rodapé