Profissionais da UPA São José se recuperam da Covid-19 e voltam a atuar na linha de frente de combate à doença - Blog da Kelly

Publicidade Top

sábado, 20 de junho de 2020

Profissionais da UPA São José se recuperam da Covid-19 e voltam a atuar na linha de frente de combate à doença

Profissionais da UPA São José se recuperam da Covid-19 e voltam a atuar na linha de frente de combate à doença
Como forma de celebração e valorização da vida, a Secretaria Municipal de Saúde, Semus, por meio da direção da Unidade de Pronto Atendimento, UPA São José, comemorou, nesta semana, o retorno das atividades de 27 profissionais da linha de frente ao combate do novo coronavírus, que se recuperaram da doença.  São 18 técnicos em enfermagem, 3 enfermeiros e 6 médicos.
De acordo com a Organização Mundial de Saúde, OMS, o número de profissionais da área contaminados com a Covid-19 é de 12% em todo o país. Aryane Viana, médica da UPA São José, explica quando chegou à conclusão que estaria na situação de paciente. “Depois de terminar mais uma semana de trabalho, na linha de frente contra o coronavírus, meu corpo começou a dar sinais de que eu não estava bem. Comecei a sentir fraqueza, a me sentir cansada com pequenos esforços e tinha dificuldade para respirar. Queria acreditar que era só o cansaço físico, mas quando surgiu febre e muita dor no corpo, percebi que poderia ser realmente a minha vez de ser paciente”, relata.
A técnica em enfermagem da UPA, Vânia Regina Cunha, relata que após 3 dias com sintomas gripal testou positivo para a Covid-19 e ainda teve os familiares infectados. “Adoeci e passei para meu esposo e meus 2 filhos. Foram momentos difíceis, tive falta de ar e cansaço. Hoje estamos bem, com a graça de Deus”, descreve.
Acometido de forma severa pelo coronavírus, o enfermeiro da UPA, Emanuel Bastos, relata a experiência com a doença. “Contrai o vírus por estar na linha de frente. Foi um momento muito difícil para mim e minha família, afinal tive uma forma bem severa da doença. Recebi todo auxílio da gestão, desde afastamento, exames, medicação e apoio no dia a dia, com mensagens e ligações dos coordenadores”. 
A atuação profissional na linha de frente ao combate do coronavírus foi o que ligou estes profissionais, eles contraíram o vírus lutando pela vida de outras pessoas. São heróis na batalha contra a Covid-19.
A secretária de Saúde do município, Mariana Jales, explica que “as ações da Secretaria Municipal de Saúde voltadas a Covid-19 se baseiam no comprometimento com a saúde e o bem-estar dos profissionais não só da linha de frente, mas de todos os servidores. Para isso, são disponibilizados todos os EPIs necessários e suporte, afim de evitar a propagação do vírus. Estamos felizes com a recuperação dessas vidas e ficamos honrados em poder recepcioná-los em mais um dia de trabalho”, conclui.
O tratamento precoce foi um dos requisitos básicos para que a doença não avançasse, como esclarece a médica Aryane Viana. "Conversei com alguns colegas para ter uma segunda opinião e assim iniciei o tratamento empírico. Após dois dias, decidi fazer, precocemente, alguns exames que constataram pneumonia de origem sugestiva de Covid-19. Dessa forma, realizei o tratamento correto para o meu quadro. Creio que isso foi muito importante na evolução do meu quadro. Obviamente, outros fatores também foram essenciais”, informa.
Na volta ao trabalho, após o período de tratamento, um aprendizado e o medo do desconhecido. Vânia Regina conta que o retorno “foi como se estivesse começando um novo emprego, muita vontade de voltar, mas receio pelas incertezas do novo vírus, dentre elas de contraí-lo mais uma vez. Após passar por essa experiência, onde muitos não tiveram a bênção de retornar ao trabalho e ao seio familiar, não voltamos mais os mesmos! Passamos a ver as pessoas com Covid com outros olhos, nos colocando no lugar do outro”, relembra a técnica em enfermagem.
Emanuel Bastos faz uma retrospectiva dos 27 anos de enfermagem e relembra dos companheiros de profissão que deram tudo para ajudar na luta contra a Covid-19, incluindo a própria a vida. “Nunca fiquei tanto tempo afastado do meu trabalho por doença, hoje voltei à linha de frente com mais dedicação e fé, pois está no outro lado, vendo muitos colegas irem, nos torna mais fortes. Hoje voltei a fazer o que mais gosto, ajudar o próximo. A comemoração me fez saber que somos queridos e valorizados. Tenho certeza de fazer parte da família UPA São José”, declara.
A perda inevitável, mas não tão menos sentida, traz na memória a reflexão da luta dos profissionais que deixaram um legado, vidas recuperadas. No cenário de incertezas da pandemia, o consolo dos profissionais que por amor às vidas continuam na linha de frente, ajuda no combate ao vírus.
Ao relembrar sobre os companheiros de trabalho, Aryane Viana, externa “gratidão a todos os colegas que estão lutando nessa guerra. Já somos mais que vencedores! Aos que perdemos, levaremos boas lembranças, inspiração e gratidão eterna por terem feito a diferença na vida de pessoas. Que Deus possa continuar nos guardando e nos capacitando para darmos nosso melhor, por cada vida que chegar até nós”.
O vírus ainda é um inimigo desconhecido e não pode ser subestimado. “Caso você sinta os sintomas, procure uma avaliação médica, inicie o tratamento conforme prescrição, atento aos sinais de gravidade. Precisamos cuidar no nosso corpo e, também, da nossa mente diante de um vírus que tem gerado problemas psicológicos aos nossos pacientes. O retorno ao trabalho é uma sensação de alívio, vida e gratidão. Quando os pacientes relatam suas queixas, eu as entendo perfeitamente, pois já estive nesse lugar”, pontua a médica Aryane Viana.
Para a diretora da UPA São José,  Zoraima Sousa Soares, “a gestão do prefeito Assis Ramos, não tem medido esforços na atuação das ações de combate  e tratamento ao novo coronavírus.  A exemplo temos os profissionais da linha de frente, que após acometidos pela doença passaram pelo processo de tratamento e retornaram às suas atividades.  A comemoração desse retorno é uma celebração da vida, pois cada um deles desempenham um papel social extremamente relevante, onde outras vidas dependem deles. A todos os profissionais que não estão mais conosco, meu profundo respeito e sentimento, aos que continuam na luta, força! ”.
A coordenadora da UPA, Karine Svetlana, afirma que “a reunião não se resumiu apenas por serem profissionais da linha de frente, mas por escolherem doar suas vidas, para que outras pessoas permanecessem vivas. Foi por um juramento, por amor. Deus sempre foi a nossa única arma e aqui estamos como resultado de sua graça”.
Profissionais da UPA São José recuperados da Covid-19
Técnicos de enfermagem
Vanessa Bezerra Sales, Ennio Santos Barros, Izaias Rodrigues Vieira, Giovanna Xavier Nascimento, Vânia Regina Cunha Parriao, Felipe Rodrigues de Alencar, Adriana Lima de Farias, Maria Aldenice Viana Silva, Denyse Caroline de Sousa, Symony marques Silva de Brito, Edinamarca de Araujo Teixeira, Vania Silva Frazão, Paulo Anderson de Lima, Mônica Oliveira da Rocha, Damásio Fernandes Villar, Oselita Lima Sousa Dos Santos, Maria Lucia Fernandes de Souza, Rosicleide de Carvalho Lima.
Enfermeiros
Josemara Costa Santos Marques, Emanuel Braga Bastos, Pâmela Andressa Freitas Franco.
Médicos
 Aryane Viana, Fabiane Soares, Bruno Cerqueira, Kamila Ribeiro, Rodrigo Teles, Thiago Teles.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Publicidade Rodapé